3 eventos ao vivo

Gol encerra 4º tri com lucro de R$ 580,2 mi e 2018 com prejuízo de R$ 779,7 mi

28 fev 2019
12h10
  • separator
  • 0
  • comentários

A Gol encerrou o quarto trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 580,2 milhões, performance bastante superior ao ganho de R$ 62,2 milhões informados um ano antes, no critério antes da participação minoritária da Smiles. Se considerando o critério depois da participação minoritária, a empresa obteve lucro líquido de R$ 502,4 milhões entre outubro e dezembro, ante lucro de R$ 4,1 milhões de um ano antes. Entre os destaques do período, a empresa cita em seu informe de resultados a melhora dos indicadores operacionais, o forte crescimento da receita e um cenário de custo mais controlado.

Em 2018, porém, a companhia aérea brasileira reportou prejuízo líquido de R$ 779,7 milhões, antes de participação minoritária, revertendo lucro de R$ 377,8 milhões reportado um ano antes. Considerando o critério depois de participação minoritária, a Gol informou prejuízo de R$ 1,085 bilhão, ante lucro de R$ 18,8 milhões informado em 2017.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 851 milhões no quarto trimestre, indicando um salto de 60,6% ante o verificado no mesmo intervalo de 2017, de R$ 529,9 milhões. Na mesma base de comparação, a margem Ebitda passou de 18,2% para 26,6%.

Já o Ebitdar (mais despesas operacionais de arrendamento de aeronaves) registrou expansão de 53,6% na mesma comparação, para R$ 1,162 bilhão. A margem Ebitdar subiu 10,3 pontos porcentuais (p.p.) no período, para 36,3%.

O resultado operacional (Ebit) atingiu R$ 672,4 milhões no quarto trimestre, 74% superior ao do registrado no intervalo de outubro a dezembro de 2017. A margem operacional atingiu 21% (+7,7 p.p. na comparação anual). Em uma base por assento-quilômetro disponível, o EBIT foi de 5,38 centavos de real no último trimestre do ano passado, em comparação aos 3,16 centavos de real do informado um ano antes (aumento de 70,2%).

Em 2018, o Ebitda atingiu R$ 2,068 bilhões, apontando acréscimo de 38,4% ante o ano anterior, o Ebitdar somou R$ 3,181 bilhões, com avanço de 30,7%, enquanto o Ebit ficou em R$ 1,4 bilhão, em alta de 41,5%.

A receita líquida da Gol aumentou 10,1% no quarto trimestre de 2018 ante o informado um ano antes, para R$ 3,2 bilhões (ante R$ 2,907 bilhões). O desempenho reflete o aumento de receita de passageiros no mercado doméstico e de receitas com franquia e excesso de bagagem na comparação com igual período no ano passado, com aumento dos RPKs em 3,5% para 10.244 milhões no quarto trimestre do ano passado. Em 2018, a receita líquida da companhia atingiu R$ 11,411 bilhões, com acréscimo de 10,5%.

IFRS 16

Em uma análise preliminar anterior à adoção das novas regras contábeis do IFRS, que passam a valer em janeiro de 2019, a Gol verificou que sua dívida líquida ajustada deve ver uma "redução significativa". A previsão inicial também é de melhora da relação dívida líquida ajustada sobre Ebitda dos últimos 12 meses.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade