PUBLICIDADE

Georgieva diz que escândalo de manipulação de dados não prejudicará cooperação entre FMI e Banco Mundial

13 out 2021 14h17
ver comentários
Publicidade

A chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, disse nesta quarta-feira que não espera que um escândalo de manipulação de dados envolvendo o Banco Mundial, onde trabalhava anteriormente, atrapalhe décadas de estreita colaboração entre as duas instituições.

Chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva
18/05/2021. 
Ludovic Marin/Pool vía REUTERS
Chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva 18/05/2021. Ludovic Marin/Pool vía REUTERS
Foto: Reuters

Georgieva -- que foi inocentada de acusações de que estava envolvida nas irregularidades pelo conselho executivo do FMI na segunda-feira -- criticou duramente um relatório preparado pelo escritório de advocacia WilmerHale para o conselho do Banco Mundial e a decisão de levar suas descobertas a público.

O relatório investigativo do escritório de advocacia alegou que Georgieva e outros funcionários seniores do Banco Mundial aplicaram "pressão indevida" sobre os funcionários do banco para fazer mudanças que impulsionaram a classificação da China num relatório de clima de negócios de 2018.

Georgieva negou veementemente as acusações, e ela e seu advogado culparam WilmerHale por não lhe dizer que ela era objeto da investigação.

Autoridade de longa data do Banco Mundial, Georgieva disse a repórteres que a colaboração entre o FMI e o banco foi "forte por décadas" e permanecerá assim.

"Eu amo o banco e amo o fundo", disse ela. "Esta é uma configuração institucional dupla que tem atendido aos membros. ... Temos grandes, grandes desafios, em que nossas instituições são melhores ao abordar e trabalhar juntas."

Isso inclui esforços para combater a pandemia de Covid-19, combater os altos níveis de dívida nos países em desenvolvimento e o trabalho conjunto em avaliações do setor financeiro.

Georgieva deixou de lado perguntas sobre se uma nova proposta do Fundo de Resiliência e Sustentabilidade do FMI coincidia com o mandato do Banco Mundial, dizendo que os funcionários do fundo estavam trabalhando em estreita colaboração com seus pares no desenvolvimento do novo instrumento.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade