0

Forte adesão a cortes da Opep+ pode levar petróleo a US$70 em 2020, diz Bank of America

9 dez 2019
10h21
atualizado às 10h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma forte adesão da Opep e de seus aliados a um acordo para restringir a produção e outros fatores positivos, incluindo um acordo comercial entre Estados Unidos e China, poderiam levar os preços do petróleo Brent a 70 dólares por barril antes do segundo trimestre de 2020, disse o Bank of America Merrill Lynch.

06/12/2019
REUTERS/Leonhard Foeger
06/12/2019 REUTERS/Leonhard Foeger
Foto: Reuters

Produtores liderados pela Arábia Saudita e pela Rússia, parte de um grupo conhecido como Opep+, concordaram na semana passada em cortar a produção em 500 mil barris por dia adicionais no primeiro trimestre de 2020, mas não chegaram a prometer ações após março.

"O Iraque segue um ponto focal chave para críticos da Opep+", disse o banco em nota com data de 6 de dezembro, na qual afirmou que a produção média do Iraque ficou em mais de 200 mil barris por dia (bpd) acima de suas cotas anteriores em 2019, sendo que o último acordo ainda reduziu a cota do país em mais 50 mil bpd.

"Com base no precedente histórico, nós seguimos céticos de que países como o Iraque possam entregar seus cortes", afirmou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade