0

Você sabia que compras em família te ajudam a economizar?

10 fev 2021
10h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As contas do mês não precisam ser um bicho de sete cabeças. Muito menos causar estresse na família. É possível (e saudável) trabalhar em equipe! Um ajudando outro a pagar as principais despesas, sem deixar o peso para uma pessoa só é o cenário ideal.  

Contar com a ajuda de todos gera harmonia e bem-estar, além de dar exemplo aos mais novos e até a parentes, vizinhos e amigos. Se você tem filhos, por exemplo, trabalhe para que, desde cedo, eles comecem a ter compromissos e responsabilidades com a casa. 

Dividir a organização financeira vai muito além do dinheiro: todos os membros da família devem participar da economia da casa e gerar menos gastos.

É assim com os intermináveis banhos longos, todas as luzes da casa acesas. Quem nunca?

Pequenas mudanças de hábito auxiliam não só as finanças no geral, como contribuem com o meio ambiente. A conscientização da grana e o cuidado com o planeta andam juntos! Quando trabalhamos para ter mais equilíbrio na vida e para o mundo, tudo flui. 

Então, bora trabalhar em equipe? 

Foto: Divulgação iStock

O primeiro passo é saber administrar a grana. Tenha tudo na ponta do lápis! Primordial compreender se há alguma dívida familiar que precisa ser resolvida. Depois, saiba exatamente quanto cada parente que trabalha ganha e como ele pode contribuir. Nessa planilha ou caderno (conforme você escolher), coloque os gastos fixos, como a escola dos filhos, água, luz e aluguel, entre outras. 

Aproveite para explicar para os seus filhos sobre finanças. Se eles tiverem idade suficiente, e for viável, pense em conceder um valor simbólico de mesada para que eles já comecem a ter os primeiros aprendizados sobre como cuidar da própria grana. 

Lembrando que não é só dividir a conta com a família, e sim incluir todos no processo de economia. Nesse sentido, podemos falar sobre as contas de luz e água

Como cada um pode contribuir para melhorar hábitos de consumo? 

No caso da água, a principal forma é fazer o uso consciente – mesmo que você more em apartamento e a conta seja rateada entre todos os moradores. A mudança de consumo está em pequenas situações como: reutilizar a água para lavar o quintal e evitar lavar o carro com mangueira. E, claro, não deixe a torneira aberta sem necessidade. Vale lembrar que, se você notar que mesmo economizando tem algo estranho na conta, dê uma “checada” na casa e avalie se há vazamentos. 

Já para a luz, se atente aos pequenos detalhes. Tire da tomada os eletrodomésticos que não estão sendo usados e prefira usar lâmpadas que gastam menos energia. Aproveite sempre a energia solar! Lembrando que a conta de luz pode ser uma grande vilã, pois funciona com sistema de bandeiras, tendo variação de valores. Ao notar algo fora do normal, entre em contato com a companhia elétrica para verificar alguma anormalidade. 

Outra despesa que pode pesar mensalmente são as compras no mercado. Aqui é importante se planejar! Para gastar menos, pense nas necessidades básicas da família. Faça uma lista dos itens mais importantes e anote para visualizar os produtos que ficam e tirar os que são supérfluos. 

Pesquise e busque os melhores preços de mercados. Experimente novas marcas que são boas e estão em promoção. Ao ir no mercado, evite ir com fome e se possível não leve as crianças para as compras porque eles vão pedir algo que não está na lista. Porém, se tiverem certa idade, você pode conversar ou até mesmo incluir eles na economia, peça para que encontre o chocolate ou salgadinho mais barato da prateleira - uma forma leve e divertida para ensinar educação financeira.

Uma vantagem em relação aos planos de Internet, celulares ou streamings está na economia. Em outras palavras, adquirir um plano de família robusto é sinônimo de custo-benefício. Acaba sendo bem mais vantajoso ter tudo em uma conta só do que contratar de forma avulsa para cada membro da família. 

Dica boa, não? É só avaliar quais são os melhores planos e o que estão oferecendo. 

E, por fim, um conselho para ajudar no consumo da família em relação ao lazer. Economizar não quer dizer abrir mão dos melhores momentos. Você pode se divertir optando por opções mais baratas, como idas ao museu, atividades esportivas gratuitas ou parques. Evite lugares que possam incentivar o consumo, como shoppings – reserve esses momentos de mais gastos para uma data especial.  

Viu como é possível trabalhar em equipe? Com pequenos ajustes de hábitos de consumo, você economiza e ganha em qualidade de vida em família. Coloque essa meta para esse ano! 

Um novo ano pede mudanças! 

Se você está com dificuldades na hora de administrar sua grana, o Vivo Money, um produto da Vivo, uma marca que você já conhece pelo relacionamento nos serviços de telefonia, oferece um serviço de crédito pessoal 100% digital. 

Saiba mais detalhes e conheça os benefícios: https://www.vivomoney.com.br/

 

 

Fonte: TC
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade