2 eventos ao vivo

Passo-a-passo: como montar um planejamento financeiro

13 jan 2021
11h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mais qualidade de vida, melhores hábitos de consumo e liberdade financeira. Quem não quer? Para alcançar essa condição confortável, um dos mandamentos fundamentais tem nome – planejamento financeiro. Quando você cuida da grana, abre um mundo de possibilidades para concretizar os seus sonhos. Mas… por onde começar? 

Selecionamos 10 dicas de ouro para você fazer o seu:

Foto: Divulgação iStock

 1. Faça um balanço da sua vida financeira

A primeira etapa de um bom planejamento é conhecer bem os seus hábitos de consumo. 

Utilize um caderno, um aplicativo ou uma planilha (o que for mais fácil e simples!) para você anotar o quanto você ganha e quais são os seus gastos fixos. Neste espaço, você pode listar as suas dívidas e outros gastos da semana - assim você terá uma visão geral das suas finanças. 

Foto: Divulgação iStock

2. Viva um degrau abaixo 

Como assim? Se você ganha R$ 5.000 e tem um padrão de vida com o mesmo valor, você não conseguirá economizar nada. Nesta etapa, procure definir em qual degrau você está: o que é prioridade? Como você quer ficar? O quanto está disposto a abrir mão para economizar, em troca da realização dos seus objetivos e sonhos? Faça essa autoavaliação! 

Foto: Divulgação iStock

3. Crie objetivos claros para você e sua família

Agora que você já sabe quanto ganha, quais são as suas despesas e dívidas, fica mais claro definir metas e objetivos de curto e longo prazo. Uma viagem? Um carro? Uma casa? Quais são as suas prioridades? Com isso, você já pode definir o valor da grana que você precisa juntar e economizar no orçamento para atingir a meta. 

Foto: Divulgação iStock

4. Siga a regra 50-15-35!

É claro que não existe uma porcentagem correta, essa regra pode ser alterada de acordo com a sua realidade e objetivo. Funciona como um norte para que você comece a entender como distribuir a sua grana. Vamos lá? a) 50% da renda com custos fixos, como água, luz, condomínio, aluguel e outras coisas básicas b) 35% para o lazer, leia-se passeios, academia, cinema, entre outros c) 15% para quitar dívidas. Depois de quitadas, o valor que sobra pode ser usado para investimentos. 

Lembre-se: coloque a sua grana apenas em coisas que estão alinhadas aos seus valores e objetivos. Crie a sua porcentagem – regra boa é aquela que funciona para você! 

Foto: Divulgação iStock

5. Zere as suas dívidas 

Até aqui você já aprendeu muita coisa! Mas você deve estar se perguntando: e as dívidas? O que posso fazer com elas para avançar nesse planejamento? Você tem duas formas de quitá-las: seguindo o "Método Avalanche", em que você começa a pagar as dívidas de valores mais altos ou o "Método Bola de Neve", elencando as dívidas menores, para depois pagar as maiores. Uma das saídas para ajudar sua regularização da conta é contar com o serviço do Vivo Money, que oferece como solução o crédito pessoal para clientes Pós-pago e Controle da Vivo, de forma 100% digital, de maneira segura, rápida e simples.

Foto: Divulgação iStock

6. Evite parcelar 

Daqui pra frente, busque, se possível, pagar à vista as suas compras, evitando assim uma dívida em várias prestações. No cartão, os juros são exorbitantes – podendo afetar negativamente todo o seu planejamento financeiro e metas. Use o cartão de crédito com parcimônia. Fique atento!

Foto: Divulgação iStock

7. Tenha uma poupança 

Imprevistos sempre acontecem, não é? O carro quebrou, o celular pifou, alguns reparos que precisam ser feitos com urgência na casa já não podem mais esperar... Então separe uma quantia do orçamento bem pequena para coisas que podem surgir de última hora. Coloque todos os meses nessa “caixinha” e, quando precisar gastar fora do orçamento, é só pegar lá. 

Foto: Divulgação iStock

8. Invista com sabedoria 

Até aqui, você tem todo o conhecimento necessário sobre a sua grana. Além de gastar menos do que ganha, consegue guardar dinheiro para investir – mesmo que uma quantia modesta. Descubra qual é o seu perfil de investidor e as possibilidades para fazer seu dinheiro render. O mundo está cheio de possibilidades. Encontre as suas!

Foto: Divulgação iStock

9. Tenha flexibilidade

A chave para um bom planejamento está em sempre rever o processo e melhorá-lo. Se em um mês você gastou mais do que poderia, não se torture. Compense no próximo. Por isso é importante fazer um acompanhamento diário das suas despesas. Fique atento aos gastos desnecessários. Para que o processo seja mais fácil e leve, crie um fluxo que você consiga cumprir. 

Foto: Divulgação iStock

10. Seja amigo do seu planejamento! 

Agora é só fazer acontecer! Não olhe para o seu planejamento como um inimigo ou como algo que te priva de fazer aquilo que você ama. Ter uma educação financeira é justamente para você conseguir fazer tudo o que você deseja em direção a sua felicidade. Planejando, você terá mais liberdade financeira, valores e objetivos mais alinhados. Bora começar? 

Quer zerar as suas dívidas? Saiba mais detalhes sobre o Vivo Money: clique aqui 

Fonte: TC
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade