0

As dicas para controlar gastos e evitar dívidas em 2021

No primeiro episódio do #DescomplicaMeuDinheiro, especial de finanças pessoais do Terra, os assuntos são endividamento e controle de gastos

12 jan 2021
12h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O endividamento é um problema sério e complexo da economia brasileira. Segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 10,7 milhões de famílias brasileiras têm pelo menos uma conta atrasada, número que representa 66,3% do total.

Não só o número total de famílias endividadas é grande. A Peic de dezembro de 2020, a última lançada até a publicação deste texto, mostra que o tempo pelo qual o endividamento persiste também é: para a quitação completa dos pagamentos atrasados, são necessários, em média, 7 meses, comprometendo 30% de sua renda mensal.

O endividamento acomete a vida de pelo menos 10,7 milhões de famílias no Brasil
O endividamento acomete a vida de pelo menos 10,7 milhões de famílias no Brasil
Foto: courtneyk / iStock

O principal “vilão” nessa história do endividamento é o cartão de crédito. A pesquisa da CNC mostra que 80,2% das famílias possuem contas atrasadas na fatura do cartão. A segunda forma mais comum de criação de dívidas são os carnês (18%), seguida pelo financiamento de automóveis (8,8%) e de imóveis (7,1%).

Dentro desse cenário, como é possível gerir o orçamento e evitar dívidas? A educadora financeira Luciana Ikedo, que possui certificação para planejamento financeiro (CFP), responde essas questões no primeiro vídeo da série #DescomplicaMeuDinheiro, um especial do Terra sobre finanças pessoais. Confira no vídeo abaixo:


Sobre a série #DescomplicaMeuDinheiro

A série #DescomplicaMeuDinheiro é um especial de cinco episódios produzido pelo Terra sobre o universo das finanças pessoais. Em cada capítulo, um dilema financeiro do brasileiro será abordado, indo desde as dificuldades do endividamento que consome a renda mensal até a imprevisibilidade financeira que aflige os profissionais autônomos.

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade