0

4 grandes aprendizados em finanças que a pandemia nos trouxe

7 jan 2021
18h14
atualizado em 8/1/2021 às 18h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

2020 ficará marcado, sem dúvida, como o ano que destronou todo e qualquer planejamento. A pandemia da Covid-19 tem virado de cabeça para baixo a vida de milhões de pessoas, para não dizer bilhões, desde março. 

Para se ter ideia do impacto desse pandemônio, segundo dados do Instituto Paraná Pesquisas, 82,8% da população brasileira foi financeiramente abalada pela crise.

82,8% da população brasileira foi financeiramente abalada pela crise
82,8% da população brasileira foi financeiramente abalada pela crise
Foto: Divulgação iStock

Não existe lado bom em pandemia, existem aprendizados! Portanto, não desanime.

Situações como esta enfatizam ainda mais a importância de uma educação financeira, da necessidade de adaptação e resiliência.

Selecionamos 4 práticas em finanças que, se bem aplicadas por você, não te deixarão na mão nem em crises dessa magnitude: 

1. Ter uma reserva emergencial é essencial 

Uma das primeiras lições que a pandemia nos ensina é que guardar grana é fundamental. Por isso, daqui para frente, separe as economias, um pouquinho por vez, e guarde para um fundo emergencial – isso já vai te ajudar a estar mais preparado para eventos inesperados.

Você deve estar se perguntando: “Tá, mas por onde eu começo?”

O passo a passo é esse:

A) Adote um bloco de anotações, físico ou online, e marque o valor que você ganha, quais são os seus gastos fixos e variáveis. Assim, você terá um panorama geral das suas finanças.  
B) Analise essas despesas variáveis: você consegue cortar gastos desnecessários?
C) Com as informações do passo 1 e 2, você já consegue avaliar e moldar qual seria o possível valor a ser guardado.
D) Faça sempre uma avaliação da situação e crescimento. Guardar menos ou mais? Isso varia acordo com os seus objetivos. 
E) Dica extra: olhe para a sua grana como prioridade. O sucesso da criação da reserva depende das suas habilidades: foco, disciplina e persistência. Bora lá?

2. Gaste menos do que você ganha

Nunca se esqueça dos seus objetivos financeiros. Para ter uma melhor organização, a primeira regra é: nunca gaste mais do que você ganha!

Não podemos controlar tudo na vida, é verdade, porém, dá para minimizar riscos. E como podemos fazer isso? Com um bom planejamento financeiro.

Priorize os gastos fixos (água, luz, aluguel) e contas no geral que não podem ser cortadas, além dos gastos variáveis. (Quando colocamos os números em uma planilha, conseguimos visualizar melhor onde estão os gastos – grandes e pequenos – desnecessários).  

Foto: Divulgação iStock

Olhos atentos nessas despesas! Você realmente precisa comprar? É necessário? Pode atrapalhar o seu orçamento? Na dúvida, economize! 

No planejamento financeiro, coloque objetivos pessoais e em família. Quais são as suas metas? Além do fundo emergencial, você pode criar uma poupança, e assim usar a grana destinada para realizações pessoais ou conjuntas.   

Reveja as suas pendências e pesquise como você pode renegociar as suas dívidas. Assim, você terá mais abertura para planejar novas conquistas.

Saiba alinhar as suas prioridades e metas. E, o mais importante: observe as suas anotações, reveja os seus objetivos e faça sempre uma análise. 

 

3. Faça mais coisas em casa

Aqui vamos focar em duas dicas:

A) Se aventure na cozinha! Muitas pessoas acabam pedindo comida fora e não se dão conta que isso pode pesar no orçamento no final do mês. Aventure-se a cozinhar, e ainda guarde a grana para investir em novos projetos.
B) Busque uma renda extra: descobrir seus talentos no artesanato, consertos e até na cozinha pode te render uma grana extra, seja vendendo docinhos, pães, salgados ou mesmo artesanatos. Seja criativo naquilo que você faz tão bem.

Foto: Divulgação iStock

A pandemia nos mostrou a importância da ousadia, da coragem e da reinvenção em momentos difíceis. Se prove!

 

4. Flexibilidade é fundamental 

Outra prática financeira que a pandemia nos exige é sobre flexibilidade.

Separe um tempo do seu dia e faça uma pesquisa na Internet sobre os serviços que cresceram no mercado depois da crise. Talvez a sua área não esteja mais contratando como antes, porém, você pode descobrir novas habilidades para continuar ativo no mercado.

Quem sabe agora é um bom momento para empreender?

Fique atento as suas finanças. Veja as opções e trabalhe para que as mudanças não afetem o seu planejamento financeiro!  

Agora você já sabe como ter sempre dinheiro no bolso, comece 2021 com um novo olhar, priorizando a sua saúde financeira. E não deixe de seguir as nossas dicas, combinado?

Lembre-se: a Vivo está com você nessa jornada! Confira os novos serviços que podem contribuir para o seu planejamento financeiro: https://www.vivomoney.com.br/

 

Fonte: TC
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade