Fertilizantes/Anda: entrega ao mercado cresce 7,4% em setembro

11 fev 2021
0comentários
Publicidade

São Paulo, 11/02 - As entregas de fertilizantes ao consumidor final em setembro de 2020 somaram 4,585 milhões de toneladas, 7,4% mais que em igual mês de 2019. Nos nove primeiros meses do ano passado, o volume entregue ao mercado, de 29,366 milhões de toneladas, foi 11,5% superior ao verificado de janeiro a setembro de 2019. Os dados são da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) e são os mais recentes divulgados pela entidade. Desde 2019, a Anda tem apresentado os números de entregas de adubos no País com quatro meses de atraso.

Em setembro, a produção nacional de fertilizantes intermediários caiu 17,3% na comparação anual, enquanto em agosto havia recuado 16,4%. Foram 476,67 mil toneladas de adubos intermediários produzidos em setembro. A produção acumulada em nove meses de 2020, de 4,946 milhões de toneladas, foi 4,1% inferior à de igual intervalo de 2019.

Já a importação de adubos intermediários avançou 17,4% em setembro ante igual mês de 2019, a 3,192 milhões de toneladas. O volume de fertilizantes intermediários importados entre janeiro e setembro do ano passado, de 23,170 milhões de toneladas, foi 8,6% superior ao dos primeiros nove meses de 2019.

Apesar de o Brasil importar grande parte dos fertilizantes que utiliza, as exportações do produto em setembro do ano passado continuaram aquecidas, assim como nos meses anteriores. Foram 36,55 mil toneladas vendidas ao mercado externo em setembro, 72,3% a mais do que em igual mês de 2019. De janeiro a setembro, o volume exportado chegou a 459,60 mil toneladas, alta anual de 137,8%.

Os estoques de produtos intermediários para fertilizantes e formulações NPK (de nitrogênio, fósforo e potássio) chegavam a 6,789 milhões de toneladas em 31 de dezembro de 2019, 12,1% acima dos 6,057 milhões de toneladas ao fim de 2018, segundo a Anda.

Estadão
Publicidade
Publicidade