PUBLICIDADE

Fed vai acelerar plano de redução de compras a partir de janeiro, diz Goldman Sachs

25 nov 2021 08h36
ver comentários
Publicidade

O Federal Reserve provavelmente irá dobrar o ritmo de redução de suas compras mensais de títulos a partir de janeiro, para 30 bilhões de dólares, e encerrará seu esquema da época da pandemia até meados de março, disseram estrategistas do Goldman Sachs em nota diária nesta quinta-feira.

Sede do Federal Reserve, em Washington
22/11/2021
REUTERS/Kevin Lamarque
Sede do Federal Reserve, em Washington 22/11/2021 REUTERS/Kevin Lamarque
Foto: Reuters

"A elevada abertura para acelerar o ritmo de redução de estímulos provavelmente reflete tanto inflação mais alta do que o esperado nos últimos dois meses e maior conforto entre autoridades do Fed de que um ritmo mais rápido não vai causar choque nos mercados financeiros", disseram analistas liderados por Jan Hatzius.

Apesar do calendário acelerado de redução, os especialistas do Goldman esperam que o Fed comece a elevar os juros apenas a partir de junho, em um total de três vezes em 2022.

O banco de investimento norte-americano é um dos vários bancos que elevaram recentemente suas expectativas para alta dos juros em 2022 de duas para três vezes.

A ata da reunião de novembro do Fed mostrou que várias autoridades disseram que estariam abertas a acelerar a redução de seu programa de compra de títulos se a inflação alta permanecer, além de dispostas a agir mais rápido para aumentar os juros.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade