PUBLICIDADE

Exxon supera estimativas com maior lucro trimestral em um ano

30 jul 2021 10h56
ver comentários
Publicidade

A Exxon Mobil divulgou nesta sexta-feira seu maior lucro trimestral em mais de um ano, que também superou as estimativas dos analistas, já que a demanda por petróleo, gás e produtos químicos se recuperou, suprimindo algumas preocupações dos investidores sobre seu recente desempenho fraco.

Logo da Exxon em Houston
30/4/2019  REUTERS/Loren Elliott
Logo da Exxon em Houston 30/4/2019 REUTERS/Loren Elliott
Foto: Reuters

Os primeiros resultados da empresa após uma disputa no conselho sobre sua direção destacaram como os produtores de petróleo estão aproveitando a recuperação dos preços do petróleo para cortar dívidas e aumentar o pagamento dos acionistas, em vez de gastar mais para aumentar a produção.

A Exxon disse que seus gastos de capital em 2021 deverão ficar no limite inferior da faixa anteriormente prevista de 16 bilhões a 19 bilhões de dólares.

"O impulso positivo continuou durante o segundo trimestre em todos os nossos negócios, à medida que a recuperação econômica global aumentou a demanda por nossos produtos", disse o CEO Darren Woods em um comunicado.

Os resultados seguem a rival Chevron que cortou seu orçamento para 2021 nesta sexta-feira, embora ambos os principais produtores dos EUA esperem maiores gastos no segundo semestre do ano, à medida que retomam os investimentos em projetos importantes, incluindo a prolífica Bacia de Permian.

Analistas da Tudor Pickering Holt & Co caracterizaram os resultados da Exxon como "sólidos" e disseram que estavam procurando mais detalhes sobre os planos da empresa para devolver dinheiro aos acionistas.

Exxon lucrou 1,10 dólar por ação no segundo trimestre, acima da estimativa média de analistas de 99 centavos de dólar, segundo dados Refinitiv IBES.

O lucro líquido da empresa no segundo trimestre foi de 4,69 bilhões de dólares, em comparação com um prejuízo de 1,08 bilhão de dólares um ano antes, o que havia incluído um ganho relacionado a uma reversão de uma baixa contábil. Sem a mudança, a perda teria sido de 3 bilhões de dólares.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade