1 evento ao vivo

Exportação de carne bovina bate recorde para o mês de fevereiro, diz Secex

1 mar 2019
17h13
  • separator
  • comentários

São Paulo, 1 - As exportações de carne bovina e suína in natura aumentaram em fevereiro, tanto em relação a janeiro/2019 quanto ante fevereiro do ano passado. No caso da carne de frango, os embarques tiveram desempenho positivo apenas em relação a fevereiro de 2018. Em receita, no entanto, as três proteínas registraram alta.

Em carne bovina in natura foram exportadas 115,5 mil toneladas, 17,37% mais ante as 98,4 mil toneladas de fevereiro do ano passado e avanço de 12,79% ante as 102,4 mil toneladas embarcadas em janeiro último. Trata-se de um recorde para meses de fevereiro, superando o volume atingido em 2007, quando foram enviadas 115,4 mil toneladas da proteína ao exterior.

Os dados foram divulgados nesta sexta pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia e consideram 20 dias úteis.

A receita dos embarques de carne bovina in natura somou US$ 433,3 milhões, 10% mais ante os US$ 393,6 milhões obtidos em fevereiro de 2018 e aumento de 12,86% em relação aos US$ 383,9 milhões de janeiro. O preço médio pago pela tonelada, por sua vez, caiu 6,18% ante fevereiro de 2018, para US$ 3.753,20, mas ficou praticamente estável na variação mensal, com leve alta de 0,12%.

As vendas externas de carne suína in natura totalizaram 45,9 mil toneladas, 21,42% acima das 37,8 mil toneladas embarcadas em fevereiro de 2018 e 9,54% maiores ante as 41,9 mil toneladas de janeiro. A receita somou US$ 90,6 milhões, alta de 11,43% ante igual mês do ano passado, de US$ 81,3 milhões, e de 7,85% em relação aos US$ 84 milhões de janeiro.

Já as exportações de carne de frango in natura alcançaram 289,8 mil toneladas, redução de 0,41% menos quando comparada às 291 mil toneladas vendidas em fevereiro de 2018. Na variação mensal, porém, houve crescimento de 11,16% ante as 260,7 mil toneladas registradas em janeiro. O faturamento atingiu US$ 462,1 milhões, 2,66% acima dos US$ 450,1 milhões registrados em igual período de 2018 e alta de 13,39% em relação à receita de US$ 407,5 milhões de janeiro.

Acumulado

Nos dois primeiros meses de 2018, as vendas de carne bovina totalizaram 217,90 mil toneladas, ante 197,8 mil toneladas em igual período do ano passado (+10,16%). Já o faturamento ficou em US$ 817,20 milhões este ano, valor 0,23% menor que os US$ 819,1 milhões obtidos entre janeiro e fevereiro de 2018.

Sobre as vendas externas de carne suína in natura, houve alta de 5,52% no volume acumulado até fevereiro, no comparativo anual, para de 83,2 mil toneladas para 87,80 mil toneladas. Em faturamento, houve recuo de 2,45%, de US$ 179 milhões para US$ 174,60 milhões.

Também no acumulado do ano, as exportações de frango in natura caíram 5,13% em receita, atingindo US$ 869,60 milhões ante US$ 916,7 milhões no primeiro bimestre de 2018. Em volume, a queda foi de 7,75%, ao passar de 596,8 mil toneladas para 550,50 mil toneladas.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade