0

EUA: USDA reduz estimativas de rendimento para milho e soja

12 set 2019
14h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Chicago, 12 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu nesta quinta-feira suas estimativas de produção e rendimento para o milho e a soja no país na temporada 2019/20. Os números, porém, vieram acima da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal. Neste mês, o USDA incorporou em seu relatório dados coletados em campo pelo Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas (NASS), algo que não ocorreu em agosto.

Em seu relatório mensal de oferta e demanda, o USDA projetou a colheita de milho em 13,799 bilhões de bushels (350,50 milhões de t), com rendimento de 168,2 bushels por acre (10,56 toneladas por hectare). Os analistas esperavam produção de 13,614 bilhões de bushels (345,80 milhões de t), com rendimento de 166,7 bushels por acre (10,46 toneladas por hectare). Em agosto, a safra tinha sido estimada em 13,901 bilhões de bushels (353,1 milhões de toneladas), com produtividade de 169,5 bushels por acre (10,64 toneladas por hectare).

Quanto à soja, o USDA estimou a produção em 3,633 bilhões de bushels (98,88 milhões de t), com rendimento de 47,9 bushels por acre (3,22 toneladas por hectare). No mês passado, a colheita tinha sido estimada em 3,680 bilhões de bushels (100,16 milhões de t), com rendimento de 48,5 bushels por acre (3,26 toneladas por hectare). O mercado projetava uma safra de 3,596 bilhões de bushels (97,88 milhões de t), com produtividade de 47,2 bushels por acre (3,17 toneladas por hectare).

As reduções se devem principalmente ao atraso no desenvolvimento das lavouras, após chuvas e alagamentos no Meio-Oeste dos EUA durante a primavera (do Hemisfério Norte) terem atrapalhado o plantio.

O USDA disse também que os estoques domésticos de soja ao fim da temporada 2019/20 devem somar 640 milhões de bushels (17,42 milhões de toneladas). Os analistas esperavam que o governo dos EUA reduzisse sua projeção de 755 milhões para 661 milhões de bushels (20,55 milhões para 17,99 milhões de toneladas).

Para o milho, os estoques finais foram estimados em 2,190 bilhões de bushels (55,63 milhões de t), ante previsão do mercado de 1,965 bilhão de bushels (49,91 milhões de t). Em agosto, o USDA tinha projetado 2,181 bilhões de bushels (55,40 milhões de t).

A previsão para estoques domésticos de trigo em 2019/20 foi mantida em 1,014 bilhão de bushels (27,6 milhões de t). Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade