0

Estadão Incentiva dá assinatura para estudantes e acesso grátis para notícias

Programa quer ajudar alunos de cursos superiores a buscar informação de qualidade e a criar hábito de leitura; projeto venceu desafio de inovação do Google

1 jul 2020
05h12
atualizado em 4/7/2020 às 10h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Estadão lança nesta quarta-feira, 1º, um programa para aproximar jovens e estudantes do jornal. Chamada de Estadão Incentiva, a plataforma dará acesso digital gratuito para estudantes de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado, com o objetivo de fazer esse público criar o hábito de leitura de notícias e ajudá-lo na tomada de decisões com base em informação de qualidade. Ao se cadastrar com seus dados educacionais, o usuário vai receber uma assinatura digital do Estadão, que poderá ser renovada continuamente por até um ano.

"Com este programa, nossa meta é aumentar o acesso à informação de qualidade e ampliar o público do Estadão, um jornal que sempre se pautou pela inovação", afirma João Caminoto, diretor de jornalismo do Grupo Estado. "É ainda uma forma de mostrar que desinformação, um dos maiores problemas atuais, se combate com bom jornalismo. Investir nos jovens é também investir no futuro do Brasil."

Videogame

Toda a atividade do usuário no Estadão Incentiva acontecerá como se o leitor estivesse num jogo: a cada texto lido, comentado ou compartilhado, ele somará pontos por seu engajamento. Assistir a vídeos e responder a quizzes sobre os principais acontecimentos da semana também contarão.

"Acreditamos que a gamificação vai ao encontro de uma mecânica atraente para o público jovem, pois está presente no dia a dia das plataformas digitais", afirma Leonardo Contrucci, diretor executivo de mercado leitor e estratégias digitais do Grupo Estado. "No mundo da inovação, é nosso papel criar soluções que atendam a todos os leitores."

Ao cumprir uma quantidade determinada de tarefas, o jogador conseguirá renovar a assinatura por um mês, "passando de fase" - caso contrário, o usuário "perde uma vida". Todo leitor começa o jogo com três vidas. Além disso, ao fazer diversas tarefas repetidas vezes, será possível também somar pontos em categorias que renderão medalhas ao jogador. Haverá ainda um ranking para mostrar quem são os leitores que mais estão interagindo com o conteúdo do jornal.

Os pontos também serão contados para que o usuário suba de níveis. Conforme o progresso, haverá acesso a conteúdos especiais criados pela redação do Estadão e descontos para realizar uma assinatura após o período máximo de um ano se encerrar.

Inovador

Surgido em um treinamento para a redação do jornal, o Estadão Incentiva tem o apoio do Google. Em 2019, o projeto, ainda chamado de Gamificação para a Educação, venceu a 1ª edição do Desafio de Inovação da Google News Initiative na América Latina.

Ao todo, o desafio teve 303 inscrições de toda a América Latina, que concorreram a um valor total de R$ 16,5 milhões em financiamento. Destes, 30 projetos foram escolhidos.

"O Estadão sempre se coloca numa posição de vanguarda para tocar projetos de tecnologia. Não foi uma surpresa para nós ter um projeto do jornal no Desafio", destaca Marco Túlio Pires, coordenador do Google News Lab na América Latina.

Para o executivo, um destaque do Incentiva é a busca de leitores em uma faixa etária específica. "Não é um desenvolvimento feito por palpite, mas sim guiado por dados. É um modelo que coloca o leitor no centro, buscando criar uma relação com ele, mostrando como o jornalismo se presta para o interesse público, à cobrança das autoridades, à representação dos leitores na esfera pública", afirma Pires.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade