2 eventos ao vivo

Dólar avança ante real com dados fortes nos EUA levantando dúvida sobre Fed "dovish"

16 jul 2019
15h50
  • separator
  • 1
  • comentários

O dólar subia frente ao real na tarde desta terça-feira, mesmo movimento dos juros futuros de longo prazo, com ajustes na curva de Treasuries após dados fortes nos Estados Unidos indicando um mercado menos convicto de cortes agressivos de juros pelo Federal Reserve.

Notas de real e dólar
10/09/2015
REUTERS/Ricardo Moraes
Notas de real e dólar 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

Além do otimismo com a reforma da Previdência, as quedas recentes do dólar e dos juros futuros vinham sendo atribuídas em parte à percepção de que o Fed poderia cortar os juros em 0,50 ponto percentual no fim de julho.

O chairman do Fed, Jerome Powell, reiterou a promessa de "agir conforme apropriado" para sustentar a expansão econômica dos EUA.

O Banco Central Europeu (BCE) também anunciará sua decisão de política monetária até o fim do mês, com expectativa de um comunicado "dovish" (inclinado a afrouxamento monetário).

Juros mais baixos nas principais economias melhoram a relação risco/retorno para aplicações em ativos de mercados mais arriscados, como os emergentes, o que pode estimular entrada de capital para o Brasil, contribuindo para alívio no dólar e nas taxas da renda fixa.

"Acho que o mercado estava assimétrico. Muitas notícias positivas da Previdência havia sido colocadas nos preços. Então é natural o ajuste lá fora, num período sem notícias aqui, gerar uma correção leve aqui também", disse Paulo Celso Nepomuceno, estrategista da Coinvalores.

Às 15h31, o dólar à vista tinha alta de 0,22%, a 3,7653 reais na venda.

Lá fora, o índice que mede o valor do dólar contra uma cesta com seis moedas subia 0,50%, para máximas em quatro sessões.

O "yield" do Treasury de dez anos, referência para o mercado global de renda fixa, ia a 2,1183% ao ano, de 2,092% na véspera.

Com isso, o DI janeiro 2025, o mais líquido dentre os de longo prazo, tinha alta para 6,095% ao ano, de 6,087% do ajuste de segunda-feira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade