PUBLICIDADE

Todos os documentos que você precisa para declaração do IR

Confira o checklist de todos os documentos que você precisa ter em mãos para arrasar na declaração do IR 2022.

25 mai 2022 03h00
| atualizado em 27/5/2022 às 20h13
ver comentários
Publicidade
Foto: Adobe Stock

Imagine que você já está com o sistema do IR aberto, na reta final para entrega, e percebe que falta algum documento necessário para o preenchimento da declaração. Para que isso não aconteça, veja o checklist preparado para o Terra pela advogada Caroline Palermo, especialista em direito tributário e professora da Trevisan Escola de Negócios, com todos os documentos que você deve ter em mãos na hora de começar o preenchimento da declaração. 

Lembrando que a entrega da declaração do imposto de renda, este ano, será aceita até 31 de maio.  

Principais documentos necessários para declaração do IR

• Documentos relacionados ao contribuinte

Além dos dados básicos que você sabe de cabeça, como nome, CPF, data de nascimento, não esqueça de ter o título eleitoral e número do recibo da última declaração entregue no exercício anterior.

• Rendimentos tributáveis

Confira a lista abaixo para saber quais documentos podem se aplicar ao seu caso para a declaração do seu IR, entre os relativos aos rendimentos tributáveis.

- Informe de rendimentos do trabalho emitidos pelas fontes pagadoras situadas no Brasil e no exterior (se houver);
- Informe de rendimentos de aluguéis recebidos;
- Informe de rendimentos de operações no mercado de capitais;
- Informe de rendimentos de pensão;
- Informe de rendimentos de aposentadoria;
- Informe de rendimentos de dependentes (se houver);
- Rendimentos recebidos por pessoa física decorrentes de empréstimos;

Outros rendimentos, como por exemplo, precatórios e doação modal (onerosa), caso se apliquem.

• Rendimentos isentos e não tributáveis 

Caroline Palermo explica que são os documentos que comprovem a isenção do imposto de renda, como por exemplo: comprovantes de indenizações por acidentes de trabalho, comprovantes das contribuições pagas pelos empregadores relativas a programas de previdência privada em favor de seus empregados e dirigentes; da diferença entre o valor de aplicação e o de resgate de quotas de fundos de aplicações de curto prazo, etc. (hipóteses estão no artigo 6º da Lei nº 7.713/88)

• Comprovantes de pagamentos, doações e empréstimos

- Extrato de contas bancárias e investimentos - você vai precisar deles para informar o saldo.

- Comprovantes de despesas médicas e despesas com instrução educacional - os comprovantes são utilizados para eventual dedução, observado o limite individual de R$ 3.561,50 para o ano-calendário de 2021.

- Comprovantes do carnê-leão - o  imposto relativo ao carnê-leão é calculado mediante a aplicação da tabela progressiva mensal, por isso vai constar no item "carnê-leão", caso tenha algum imposto pago.

- Certificado da Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI) - para quem é MEI (declarar o capital social)

- Declaração de bens e direitos - Comprovantes de compra e/ou venda de bens móveis ou imóveis, comprovantes de ganho de capital com a venda.

Sobre o prazo

De acordo com Caroline Palermo, os documentos devem ser guardados pelo prazo de 5 anos subsequentes ao exercício da declaração de imposto de renda.

Redação Dinheiro em Dia
Publicidade
Publicidade