PUBLICIDADE

Saiba como falar com persuasão!

Persuasão é diferente de manipulação.

30 mai 2022 - 09h00
Ver comentários
Publicidade

Saber falar com persuasão é extremamente importante e faz toda a diferença nos discursos de um bom comunicador. E essa habilidade não é importante apenas para quem costuma negociar. Muitos profissionais alcançam melhores resultados quando aprendem a persuadir.

Líderes, advogados, palestrantes, apresentadores, escritores e influenciadores são apenas alguns dos profissionais que utilizam técnicas de persuasão frequentemente no dia a dia.

Contudo, ao contrário do que muitas pessoas pensam, ninguém nasce com o “dom de persuadir”. É preciso trabalhar essa habilidade e utilizar as técnicas aprendidas nos argumentos e discursos.

Quer saber como é possível falar com persuasão em diferentes ocasiões? Continue conosco e aprenda com dicas certeiras!

Foto:

O que é persuasão?

Persuasão é, basicamente, a habilidade de convencer alguém a aceitar determinada ideia, atitude ou recomendação. De modo geral, é possível falar com persuasão utilizando recursos emocionais, lógicos, históricos, de credibilidade, simbólicos etc.

Na comunicação ela também é bastante utilizada. Por vezes, se torna até essencial, já que, normalmente, a intenção é convencer o interlocutor, independentemente do assunto que está sendo tratado.

Essa competência ainda é mais imprescindível para quem trabalha com vendas. Isso porque os vendedores precisam convencer os potenciais clientes de que eles precisam ou merecem ter acesso a determinado produto ou serviço.

Como definir uma pessoa persuasiva?

Uma pessoa persuasiva é aquela capaz de convencer que suas ideias, opiniões, atitudes e pontos de vista estão corretos. Contudo, a persuasão não é feita de uma forma agressiva. Geralmente, ocorre de forma natural, sem que os outros percebam claramente que estão sendo persuadidos.

Quer um exemplo simples de pessoas persuasivas? Os políticos. É muito comum que eles usem e abusem dessa habilidade durante as campanhas e pronunciamentos públicos. Sem ela, dificilmente eles convenceriam os eleitores e seus aliados de que têm as melhores ideias e merecem um voto de confiança.

Pessoas que sabem falar com persuasão conseguem lidar melhor com os desafios profissionais, se comunicam bem com qualquer pessoa, entendem que precisam ser flexíveis e têm acesso a grandes oportunidades.

Qual é a diferença entre persuasão e manipulação?

É muito comum encontrar pessoas que confundem ou relacionem persuasão com manipulação. Contudo, são habilidades bem diferentes e não devem ser definidas da mesma forma.

Enquanto persuasão é a aptidão de convencer por meio de recursos comunicativos, manipulação é o ato de influenciar de forma indevida, usando táticas não recomendadas e sempre com algum interesse implícito.

Diferente do persuasivo, o manipulador vê as pessoas apenas como um meio de conseguir o que deseja. Normalmente, ele não é empático, não tem limites éticos e acaba fazendo qualquer coisa para ter o que quer, inclusive é capaz de distorcer a realidade facilmente.

Por que é importante falar com persuasão?

Falar com persuasão é uma habilidade fundamental para todos os bons comunicadores. Portanto, pessoas que exercem cargos de liderança ou que simplesmente pretendem se comunicar melhor precisam trabalhar e colocar em prática algumas técnicas que deixam os discursos mais persuasivos.

Em outras palavras, qualquer pessoa que deseja influenciar e causar impacto precisa trabalhar a persuasão. Ela poderá ser usada durante as aulas, em reuniões, em negociações, nas vendas, nas discussões e até em entrevistas de emprego.

Todos os profissionais deveriam se preocupar em argumentar de forma persuasiva para evitar atritos desnecessários, manter a autoridade, atrair atenção para si e fazer com que outras pessoas cheguem ao resultado esperado.

Como falar com persuasão?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, falar com persuasão não é um dom. Para fazer argumentações e discursos persuasivos é necessário conhecer bem as técnicas e saber como colocá-las em prática de forma natural.

Confira a seguir 6 dicas de como usar a persuasão no seu dia a dia e se tornar um comunicador melhor!

1. Escute e demonstre interesse

Talvez você ache contraditório, mas saber ouvir e demonstrar interesse no que o outro tem a dizer faz toda a diferença na persuasão. A intenção é que você o conheça mais, entenda o ponto de vista que ele tem e consiga fazer uma troca realmente relevante, sem nenhuma barreira.

2. Seja empático

Essa é quase um complemento da dica anterior. Ter empatia é uma forma bem eficaz de entender quais pontos daquela pessoa podem ser tocados. Quanto mais você se colocar no lugar dela, mais você a conhecerá. É também uma excelente forma de se conectar e estabelecer uma relação.

3. Use storytelling

Mais do que contar histórias de forma interessante, o storytelling é capaz de atingir pontos realmente importantes e transmitir ideias e pensamentos de forma clara. Fazer narrativas verdadeiras, relevantes, interessantes e que gerem alguma conexão com a outra pessoa faz toda a diferença na hora de persuadi-la.

4. Não abra mão da honestidade

Persuadir é muito diferente de mentir ou distorcer a realidade. Essas são características de um manipulador e não ajudam em nada uma pessoa que quer falar com persuasão. O ideal é não abrir mão da honestidade, independentemente da situação.

Pretende fazer um elogio? Seja sincero. Quer destacar as características do seu produto? Não invente. Precisa dar uma notícia ruim? Não esconda a realidade.

5. Discorde, mas sem arrogância

Certamente, é muito comum que uma pessoa persuasiva tenha uma opinião um pouco (ou muito!) diferente das demais. Contudo, nesse momento, falar com arrogância é totalmente desnecessário, mesmo que você saiba que está 100% correto.

Mostrar o seu ponto de vista com argumentos e dados reais é muito mais eficaz e, geralmente, garante um bom resultado.

6. Utilize os gatilhos mentais

Você já ouviu falar em gatilhos mentais? Geralmente, eles provocam reações nas pessoas e, por isso, são bastante usados quando a intenção é persuadir. Provavelmente, você já viu alguma empresa dizendo que “resta apenas um produto” e se sentiu ao menos tentado em adquiri-lo.

Os gatilhos são comumente utilizados em vendas, mas também se aplicam facilmente a outras situações. Dentre os principais estão os de: urgência, escassez, autoridade, reciprocidade, novidade e prova social.

The Speaker
Publicidade
Publicidade