PUBLICIDADE

Copom mantém alta dentro do esperado e Selic vai a 13,25%

Com alta, Selic atinge maior patamar desde dezembro de 2016. Para a próxima reunião, o Comitê antevê um novo ajuste de igual ou menor.

15 jun 2022 19h15
| atualizado às 19h39
ver comentários
Publicidade
Foto: Adobe Stock

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumentou hoje (15) a taxa básica de juros. a Selic, em 0,5 ponto percentual, de 12,75% para 13,25%. O aumento já era esperado pelo mercado. É o maior patamar registrado desde dezembro de 2016, quando a taxa de juros esteve em 13,75%

Em comunicado, o Comitê ressalta que, em seus cenários para a inflação, permanecem fatores de risco em ambas as direções. Entre os riscos de alta para o cenário inflacionário e as expectativas de inflação, o Comitê destaca uma maior persistência das pressões inflacionárias globais; e a incerteza sobre o futuro do arcabouço fiscal do país e políticas fiscais que impliquem sustentação da demanda agregada, parcialmente incorporadas nas expectativas de inflação e nos preços de ativos. 

Entre os riscos de baixa, ressalta uma possível reversão, ainda que parcial, do aumento nos preços das commodities internacionais em moeda local; e uma desaceleração da atividade econômica mais acentuada do que a projetada. Para a próxima reunião, o Comitê antevê um novo ajuste, de igual ou menor magnitude. 

Rendimento da poupança x renda fixa com a alta na Taxa Selic

Com a alta na taxa básica de juros da economia, a poupança se torna ainda menos atrativa, considerando que aumenta a diferença entre os ganhos em de títulos de renda fixa, que também são opções seguras de investimento, em comparação com a poupança.

Quando a taxa Selic é maior do que 8,5%, como agora, o cálculo de rendimento da poupança fica em 0,5% ao mês + TR. De acordo com Luigi Wis, da Genial Investimentos, esse rendimento tende a ser menor do que 7% ao ano.

Já nos investimentos atrelados à Taxa Selic ou ao CDI, que é uma taxa de juros bem próxima à Selic, o rendimento fica mais próximo ou maior do que 12,75% - dependendo das condições na contratação. 

É possível encontrar opções de títulos privados, com maior prazo até o vencimento, que rendem ainda mais do que 100% do CDI, o que resultará em um retorno acima da Selic no período. No caso do Tesouro Direto, as opções que seguem a Selic são os papéis Tesouro Selic. O Tesouro Selic com vencimento mais próximo, no momento, é o Tesouro Selic 2025, que tem rentabilidade de SELIC + 0,1127% ao ano e vence em primeiro de março de 2025.

Taxa de juros também sobe nos Estados Unidos 

Hoje o Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos, também divulgou um aumento na taxa de juros, em 0,75 pontos percentuais. É a maior alta desde 1994. A medida visa conter o aumento da inflação no país. Analistas do JP Morgan and Goldman Sachs já esperavam o aumento nessa faixa. Com isso, a taxa de juros no país fica entre 1,50% e 1,75%. 

A nota divulgada pelo Fed menciona que a instituição está altamente atenta aos riscos inflacionários, causados pela invasão da Ucrânia e eventos relacionados, além do bloqueio causado pela Covid-19 na China e possíveis interrupções na cadeia de suprimentos. 

No Brasil, o mercado respondeu bem ao resultado dentro do esperado e o Ibovespa, principal índice da B3, fechou em alta de 0,72%, aos 102.806,82 pontos.

+Dinheiro: Veja onde investir no momento de alta da taxa Selic:

 

Redação Dinheiro em Dia
Publicidade
Publicidade