PUBLICIDADE

Até famosos já caíram em golpes de Bitcoin, saiba como evitar

Entenda o que aconteceu em casos como do “Sheik dos Bitcoins” e do “Faraó dos Bitcoins”

3 ago 2022 - 06h10
Ver comentários
Publicidade
Foto: Adobe Stock

Nos últimos anos houve diversos casos noticiados de golpes em Bitcoins. Um padrão comum a eles era a promessa de ganhos certos e rápidos. O Bitcoin, por ser uma criptomoeda com alta volatilidade, possibilitou realmente grandes ganhos para seus investidores, assim como grandes perdas em períodos relativamente curtos. Por isso, os investimentos em Bitcoin e outras criptomoedas devem ser feitos com cautela e estudo prévio. Veja como funcionaram alguns golpes e veja como não cair em furadas. 

Sasha Meneghel e João Figueiredo estão entre as pessoas que processam a empresa Rental Coins, investigada por golpes. A empresa oferecia um suposto empréstimo de Bitcoins. O casal e mais 350 pessoas estão processando a companhia na Justiça nos estados de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro. 

Um dos acusados é Francisley Valdevino da Silva, ou Francis da Silva, também conhecido como “Sheik dos Bitcoins”, que consta como administrador da Rental Coins, empresa com sede em Curitiba. O site da empresa permanece no ar e a investigação segue na Justiça. 

Outro caso notório é o do “Faraó dos Bitcoins”, como ficou conhecido Glaidson Acácio dos Santos. Ele teria criado uma pirâmide financeira vendida como investimento em Bitcoins. Ele está preso desde agosto de 2021, acusado de organização criminosa e lavagem de dinheiro, entre outras. A empresa dele, chamada GAS Consultoria, prometia aos clientes 10% de lucro ao mês sobre o investimento. 

Como se prevenir e não cair em golpes de Bitcoin 

Victor Gomes, Diretor Jurídico e Compliance da corretora de criptomoedas Foxbit responde sobre como não cair em golpes de criptomoedas: “Estude o mercado. Os criptoativos nasceram na internet e não em livros de história. Todo o conteúdo que você precisará saber estará a dois cliques de distância, na internet. Analise todos os projetos que lhe oferecerem e apenas adquira aquele que faça sentido para você”. 

Outro ponto importante que o advogado orienta é que se procure conhecer as empresas sérias do setor: “Conheça as principais empresas do setor que cumprem fielmente a legislação brasileira e pagam os impostos devidos, a exemplo da Foxbit. Desconfie de investimentos que ofertam lucros exorbitantes de 5% ou 10% ao dia ou que as informações não estão tão claras. Faça buscas constantes na internet, no Reclame Aqui e no Procon. Em caso de dúvidas, não invista.” 

Além disso, fica a ressalva do especialista: “Nunca faça investimentos além de sua capacidade financeira”. 

Redação Dinheiro em Dia
Publicidade
Publicidade