0

Com liquidez fraca por feriado nos EUA, dólar volta a subir

4 jul 2018
09h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O dólar está volátil entre margens estreitas. Voltou a subir no início da manhã desta terça-feira, 4, e renovou máximas, após ter recuado pontualmente na sequência da abertura positiva. A liquidez mais fraca em meio ao feriado nos EUA deixa o mercado local mais sensível aos sinais mistos e próximos da estabilidade exibidos pela divisa americana ante pares principais e emergentes nesta manhã lá fora. Hoje, o BC agendou apenas um leilão de rolagem do vencimento de swap de agosto, com oferta de até US$ 700 milhões (11h30), mas está observando os movimentos do mercado e pode intervir com swap novo ou linha com recompra, se considerar necessário. No exterior, o índice DXY do dólar está fraco desde a madrugada diante da liquidez reduzida em função do feriado do Dia da Independência nos EUA. O Banco ING cita relatos na mídia de que a União Europeia estaria estudando a possibilidade de reduzir tarifas sobre importações de carros, depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçar elevar tarifas sobre veículos comprados da Europa. Para o ING, isso poderá gerar uma vitória para Trump, que provavelmente reduziria sua postura protecionista, desacelerando a tendência de valorização do dólar. Às 9h26, o DXY tinha leve baixa de 0,03%, a 94,64. O ING prevê o nível de sustentação do DXY a 94,20. Às 9h26, o dólar à vista estava em alta de 0,19%, aos R$ 3,9047, na máxima. O dólar futuro de agosto subia 0,13%, aos R$ 3,9130.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade