0

Cobre opera em leve baixa, com preocupações sobre comércio e após dado da China

3 set 2018
08h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O cobre opera em queda modesta nesta segunda-feira, após um dado modesto da China impulsionar preocupações sobre a economia do país. Além disso, há especulações de que os Estados Unidos podem impor mais tarifas contra Pequim já na quinta-feira.

O cobre para três meses recuava 0,18%, a US$ 5.979,50 a tonelada, às 7h50 (de Brasília), na London Metal Exchange (LME). O cobre para dezembro caía 0,13%, a US$ 2,6675 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), às 7h59.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China caiu de 50,8 em julho para 50,6 em agosto, segundo a IHS Markit e a Caixin Media, na mínima desde junho de 2017. As novas encomendas atingiram a mínima desde maio de 2017 no levantamento.

Segundo Alastair Munro, da Marex Spectron, os metais básicos em geral são pressionados pelo sinal modesto da indústria da China. O país é o maior consumidor global de cobre.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco caía 0,34%, a US$ 2.464,50 a tonelada, o alumínio recuava 0,42%, a US$ 2.108,50 a tonelada, o estanho tinha alta de 0,11%, a US$ 18.930 a tonelada, o níquel caía 0,47%, a US$ 12.750 a tonelada, e o chumbo subia 0,79%, a US$ 2.105,50 a tonelada. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade