0

Cobre opera em baixa com dólar forte e liquidez reduzida por feriado na China

4 fev 2019
10h31
  • separator
  • comentários

O cobre opera em baixa nesta manhã de segunda-feira, com o dólar se recuperando de perdas recentes em relação a rivais, tornando o metal mais caro para detentores de outras moedas, e a liquidez reduzida pelo feridado do ano-novo lunar, na China, que mantém os mercados fechados no país.

Às 10h05 (de Brasília), o cobre para março caía 0,47%, a US$ 2,7600 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto cerca de uma hora antes a tonelada do cobre para entrega em três meses na London Metal Exchange (LME) baixava 0,40%, a US$ 6.115,00.

O volume de negócios escasseou nos mercados globais de metais à medida que a China concluiu um pregão cortado pela metade com a chegada do feriado do ano-novo lunar. Mas, apesar de o mercado chinês ser responsável por metade da demanda global por metais, o recente rali de metais básicos ocorreu amplamente durante horários de negócios nos Estados Unidos, de acordo com o operador da Marex Spectron Alastair Munro.

Investidores ainda digerem o desfecho dos diálogos de alto escalão entre autoridades americanas e chinesas, que na semana passada renderam comentários otimistas de lado a lado sobre a possibilidade de se alcançar um acordo comercial.

"Vimos algum progresso feito até agora, mas parece que há muitos termos sobre os quais ainda se tem de consentir", disse o chefe de pesquisa de commodities da BOCI Global Commodities, Xiao Fu.

Entre outros metais negociados na LME, perto das 9h a tonelada do alumínio subia 0,51%, a US$ 1.884,50, a do zinco ganhava 0,80%, a US$ 2.780,00, a do estanho caía 0,07%, a US$ 20.850,00, a do níquel avançava 0,67%, a US$ 12.755,00, e a do chumbo baixava 0,31%, a US$ 2.115,50.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade