3 eventos ao vivo

Cirque du Soleil recebe proteção judicial contra credores no Canadá

30 jun 2020
20h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O grupo de entretenimento canadense Cirque du Soleil recebeu nesta terça-feira proteção judicial contra credores concedida por um tribunal da província de Québec, após a pandemia de Covid-19 forçar o grupo circense a cancelar apresentações e demitir artistas. 

REUTERS/Paul Hackett
REUTERS/Paul Hackett
Foto: Reuters

O circo baseado em Montreal, que cresceu a partir de uma trupe de artistas de rua nos anos 1980 para uma empresa conhecida globalmente, foi forçado a dispensar 95% de seus funcionários e suspender shows. A companhia deu entrada no pedido de recuperação judicial na segunda-feira. 

O tribunal conecedeu a proteção por 10 dias e a companhia vai buscar reconhecimento imediato nos Estados Unidos.

A empresa firmou um acordo com seus atuais investidores, o fundo de private equity TPG Capital, a chinesa Fosun International, e o fundo de pensão canadense Caisse de depot et placement du Québec, sob qual o grupo assumirá os compromissos do Cirque du Soleil e investirá 300 milhões de dólares para retomada das atividades.

O acordo servirá como uma primeira proposta em um processo de venda e solicitação de investimentos, sujeito à aprovação do tribunal. 

Mas os credores provavelmente não devem aceitar o acordo, o que pode fazer com que os detentores da dívida recebam cerca de 45% de participação na empresa reestruturada, reportou a Reuters na segunda-feira.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade