5 eventos ao vivo

Chinesa State Grid conclui testes de linhão de transmissão da usina de Belo Monte

23 ago 2019
19h03
  • separator
  • 0
  • comentários

A chinesa State Grid [STGRD.UL] acaba de concluir testes de um linhão de transmissão de energia em ultra-alta tensão que conecta a hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, à região Sudeste, o que antecipa em cerca de quatro meses o empreendimento, disse à Reuters um executivo da companhia nesta sexta-feira.

REUTERS/Jason Lee
18/03/2016
REUTERS/Jason Lee 18/03/2016
Foto: Reuters

A linha de 2,5 mil quilômetros, originalmente prevista para operação em dezembro, foi entregue ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que definirá agora como se dará a entrada em funcionamento, explicou o vice-presidente da Xingu-Rio Transmissora de Energia (XRTE), subsidiária da State Grid responsável pelo projeto, Paulo Esmeraldo.

"A linha está pronta, ela foi testada, energizada, as subestações foram testadas... todos esses testes foram realizados nos últimos dois meses, sendo os mais importantes na última semana, e eles demonstraram a total viabilidade do projeto, que atendeu todas especificações técnicas", disse o executivo.

"O sistema está pronto para ser operado pelo ONS... ao entrar de fato em operação, o sistema irá contribuir muito para o sistema elétrico nacional", acrescentou.

O empreendimento, orçado em 8,77 bilhões de reais, passa por Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ele opera em corrente contínua, com tensão de 800 kilovolts e capacidade de transmissão de 4 gigawatts, de um total de cerca de 11,2 gigawatts em capacidade instalada de Belo Monte.

A usina do rio Xingu, que recebeu investimentos de cerca de 35 bilhões de reais, deverá estar concluída até novembro, o que exigirá o uso do novo linhão para garantir o escoamento total de sua produção.

A antecipação em alguns meses da entrega da linha de transmissão aconteceu apesar de o empreendimento ter visto cinco de suas torres derrubadas no início do mês, em atos classificados como "vandalismo" pela State Grid, que já havia garantido na ocasião que o incidente não prejudicaria o cronograma.

Antes, a State Grid já havia concluído, em parceria com a Eletrobras, um primeiro linhão para transmitir a energia de Belo Monte, um projeto também em ultra-alta tensão que demandou cerca de 5 bilhões de reais e foi inaugurado em dezembro de 2017.

A tecnologia de corrente contínua em ultra-alta tensão, inédita no Brasil até os linhões de Belo Monte, tem como objetivo reduzir perdas de energia no longo trajeto entre a usina e o Sudeste, que concentra a maior parte do consumo de eletricidade no país.

"Essa tecnologia, que é inédita no Brasil, naturalmente vai requerer nos anos iniciais um cuidado muito especial de manutenção e operação... nosso foco será mantê-lo nas melhores condições possíveis", afirmou Esmeraldo.

A State Grid arrematou a concessão para construção e operação do segundo linhão em uma licitação realizada pelo governo brasileiro em 2015.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade