0

China tornará política monetária prudente mais flexível e direcionada, diz BC

26 nov 2020
07h46
atualizado às 08h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O banco central da China afirmou nesta quinta-feira que tornará a política monetária prudente mais flexível e direcionada, e reiterou que não irá recorrer a um excesso de estímulo.

Sede do banco central da China em Pequim. REUTERS/Jason Lee
Sede do banco central da China em Pequim. REUTERS/Jason Lee
Foto: Reuters

A China vai manter a taxa de alavancagem macro basicamente estável e melhorará a prevenção ao risco de default de títulos, completou o Banco do Povo da China em seu relatório de implementação da política monetária do terceiro trimestre.

Várias inadimplências de alto perfil recentes por empresas estatais chinesas, incluindo a Yongcheng Coal & Electricity Holding Group e a Huachen Auto Group Holdings, enviaram ondas de choque por todo o mercado de títulos corporativos da China.

O 'default' dos títulos abalou a confiança dos investidores e elevou os custos de financiamento de muitos tomadores de empréstimos corporativos, aumentando as pressões sobre a nascente recuperação econômica da China.

A China manterá uma política monetária "normal" por quanto tempo for possível, disse o relatório do banco central, reiterando comentários anteriores de seu presidente, Yi Gang.

Veja também:

Motociclista fica gravemente ferido após batida com carro em Toledo
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade