0

China eleva tarifas sobre a maioria dos produtos dos EUA

13 mai 2019
09h41
atualizado às 10h44
  • separator
  • 0
  • comentários

A China afirmou nesta segunda-feira que vai ajustar as tarifas sobre uma lista revisadas de produtos dos Estados Unidos avaliados em 60 bilhões de dólares, com taxas adicionais de 20% a 25% em retaliação ao aumento pelos EUA das tarifas em vigor sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses.

 Containers no porto de Seattle, nos Estados Unidos 
08/04/2019
REUTERS/Lindsey Wasson
Containers no porto de Seattle, nos Estados Unidos 08/04/2019 REUTERS/Lindsey Wasson
Foto: Reuters

Um total de 5.140 produtos norte-americanos ficarão sujeitos a várias taxas a partir de 1 de junho, disse o Ministério das Finanças em um comunicado nesta segunda-feira.

Uma tarifa adicional de 25% será cobrada sobre 2.493 produtos, incluindo gás natural liquefeito, disse o ministério, e uma tarifa adicional de 20% será cobrada sobre outros 1.078 produtos.

Pequim estabeleceu anteriormente impostos adicionais de 5% e 10% para 5.207 produtos norte-americanos no valor de 60 bilhões de dólares em setembro, e alertou na época que responderia a qualquer tarifa mais alta imposta por Washington aos produtos chineses.

"O ajuste da China nas tarifas adicionais é uma resposta ao unilateralismo e ao protecionismo dos EUA", disse o ministério. "A China espera que os EUA voltem ao caminho certo do comércio bilateral e das consultas econômicas e se encontrem com a China com um meio-termo."

Os Estados Unidos impuseram na sexta-feira um novo imposto de 25% sobre mais de 5.700 categorias de produtos da China, mesmo quando os principais negociadores chineses e norte-americanos retomaram as negociações comerciais em Washington.

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou a imposição de novas tarifas, dizendo que a China "quebrou o acordo" ao voltar atrás de alguns compromissos anteriores assumidos durante meses de negociações. A China negou as acusações.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade