2 eventos ao vivo

Teste: Volvo XC40 R-Design encara rivais alemães

Antes imbatíveis, os alemães Audi Q3, BMW X1 e Mercedes GLA ganharam um inimigo poderoso na briga dos SUVs compactos premium

24 set 2019
16h20
atualizado às 16h31
  • separator
  • 0
  • comentários

O XC40 é o menor SUV da Volvo e o primeiro feito na plataforma CMA, para carros compactos. O XC60 e o XC90 são feitos na plataforma SPA. A plataforma CMA é flexível e isso fez com que o Volvo XC40 conseguisse ser maior do que seus rivais diretos, o Audi Q3, o BMW X1 e o Mercedes-Benz GLA.

O XC40 foi um desafio para a Volvo, que conseguiu se superar.
O XC40 foi um desafio para a Volvo, que conseguiu se superar.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

E não só isso: o XC40 tem 2,70 metros de distância entre-eixos, igual à dos sedãs melhores sedãs médios. O Volvo XC40 diferencia-se XC60 pela pela coluna C muito mais larga. Mas também traz tecnologias de condução semi-autônomas. O carro tem para-choque traseiro integrado, faróis full LED em todas as versões, faróis direcionais e nivelamento do facho de acordo com a carga. O DRL traz o famoso martelo de Thor integrado e estilizado. Ele também muda de cor e faz a função de pisca-pisca quando o motorista dá seta. 

O interior do Volvo XC40 foi pensado para acomodar os mais diferentes objetos de uma rotina urbana. Na lateral da porta cabe um laptop em pé, por exemplo. O sistema de áudio Harman Kardon com tecnologia air woofer possibilitou o aumento dos porta-objetos das portas. O acabamento é superior ao dos concorrentes. Tudo que parece couro é couro, tudo que parece alumínio é alumínio. A central multimídia é idêntica à dos irmãos XC60 e XC90, com tela tátil de 9” em posição vertical. Mas não é intuitiva, tanto que o fabricante recomenda um curso de duas horas na concessionária antes de usar o carro. O quadro de instrumentos tem tela TFT de 12,3” em todas as versões, mas poucas opções no visor central. 

O Volvo XC40 é um SUV compacto premium 4 estrelas, segundo os critérios do Guia do Carro.
O Volvo XC40 é um SUV compacto premium 4 estrelas, segundo os critérios do Guia do Carro.
Foto: Guia do Carro

O Volvo XC40 é equipado com a nova geração do City Safety, que inclui frenagem automática quando identifica objetos (inclusive pessoas e animais) na pista.O piloto automático é adaptativo. A direção semi-autônoma está disponível somente nesta versão R-Design. 

O SUV sueco tem duas opções de motor. A versão de entrada usa o motor T4 de 192 cv de potência com 300 Nm de torque. As versões R-Design e Momentum utilizam o motor T5 de 252 cv com 350 Nm. Ambos são 2.0 turbinados; a diferença de potência vem do ajuste eletrônico. Uma curiosidade: apesar de a Volvo divulgar as potências em hp, não é necessário fazer a conversão para cv, pois a marca utiliza o hp métrico, que tem o mesmo valor do cv. O câmbio é automático sequencial de oito marchas. Avaliamos o Volvo XC40 R-Design, versão topo de linha, que utiliza pneus 245/45 R20 (as rodas são de 18” no T4 e de 19” no T5 Momentum). 

O XC40 tem um comportamento dinâmico excelente. As acelerações são vigorosas: ele vai de 0-100 km/h em apenas 6,5 segundos. São cinco modos de condução: Comfort, Dynamic, Eco, Off-Road e Individual. Esses modos alteram os parâmetros do motor, da direção, do câmbio e das suspensões, que podem ficar mais duras (para uma condução dinâmica) ou mais moles.

Na versão topo de linha, o XC40 tem borboletas atrás do volante.
Na versão topo de linha, o XC40 tem borboletas atrás do volante.
Foto: Guia do Carro

Os shift paddles, ausentes na versão intermediária, estão disponíveis na topo de linha. Também é possível fazer trocas de marcha manuais na alavanca, mas não é nada prático, pois é preciso puxá-la para trás e depois mover à esquerda para reduzir ou à direita para aumentar. Não é nada prático. A partir da versão T5 Momentum, o XC40 pode vir com carregamento de celular por indução, câmera de ré, Drive Mode, teto branco e o interior com quatro opções de cores: cinza, vermelho, caramelo e preto.

O objetivo da Volvo era vender 2.000 XC40 em 2019. No final de agosto, já tinha vendido mais de 1.500, com projeção superior a 2.300 unidades para o ano completo. Ou seja, 15% a mais do que o previsto. Mas o XC60 ainda é o SUV mais vendido da marca sueca no Brasil. De qualquer forma, os alemães Q3, X1 e GLA já não estão sozinhos nessa briga. O SUV sueco passou a encará-los de frente.. 

A coluna C é bem larga, para se diferenciar do Volvo XC60.
A coluna C é bem larga, para se diferenciar do Volvo XC60.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O que é novo

  • A plataforma modular CMA é a maior novidade do Volvo XC40.
  • Nada mudou na linha 2020. O carro ainda é totalmente novo.

O que nós gostamos

  • Design equilibrado.
  • Desempenho do motor 2.0 turbo de 252 cavalos.
  • Câmbio automático de oito marchas com aletas no volante.
  • Relação peso/potência de 6,9 kg/cv.
  • Espaço interno.
  • Versatilidade do porta-malas.
  • O pacote de segurança é de altíssimo nível.
  • O acabamento interno é impecável.

O que pode melhorar

  • O sistema de troca de marchas movendo a alavanca para os lados é péssimo.
  • O túnel central é muito alto e estreito, roubando todo o conforto do passageiro do meio no banco de trás.
  • O sistema multimídia é completo, mas pouco intuitivo.
  • O quadro de instrumentos oferece poucas opções no visor central.

Os números

  • Preço: R$ 227.950 
  • Motor: 2.0 turbo
  • Potência: 252 cv a 5.500 rpm 
  • Torque: 350 Nm de 1.800 a 4.000 rpm
  • Câmbio: 8 marchas AT
  • Tração: 4x4 integral
  • Comprimento: 4,425 m 
  • Largura: 1,863 m 
  • Altura:  1,652 m
  • Entre-eixos: 2,702 m
  • Peso: 1.733 kg
  • Pneus: 245/45 R20
  • Porta-malas: 460 litros
  • Tanque: 54 litros
  • 0-100 km/h: 6s5
  • Velocidade máxima: 230 km/h
  • Consumo cidade: 8,5 km/l
  • Consumo estrada: 10,8 km/l
  • Emissão de CO2: 145 g/km
  • Modelo avaliado: 2020

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade