1 evento ao vivo

BMW é acusada de espionar grupo francês de carros elétricos

A fabricante alemã disse que os funcionários da empresa P3 estavam fazendo testes de rotina

16 set 2013
18h19
atualizado às 18h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O Bollore Group afirmou na última semana que entrou com um processo criminal contra a BMW, acusando a fabricante alemã de usar espiões para “roubar” detalhes de seus carros elétricos. A companhia francesa alega que dois funcionários de uma empresa terceirizada pela BMW foram vistos em três ocasiões mexendo em pontos de carregamentos de seus carros em Paris.

BMW i3
BMW i3
Foto: AP

O Bollore Group é dono do serviço de compartilhamento de carros elétricos Autolib. “Não sabemos por enquanto que tipo de informação eles conseguiram ou as tecnologias que eles usaram”, afirmou o porta-voz da Autolib, Jules Varin à AFP.

A BMW se defendeu publicamente dizendo que os funcionários da empresa P3 estavam fazendo testes de rotina, por toda a Europa, para verificar a compatibilidade dos pontos de carga com o modelo i3, que será lançado em breve também no Brasil.

O serviço de compartilhamento de carros elétrico da Autolib existe desde 2011 e conta atualmente com cerca de 34 mil associados, 1,8 mil veículos e 4 mil pontos de carga. O número de carros da Autolib representa cerca de um terço do total de automóveis elétricos emplacados na França no último ano.

 

A BMW promoveu a estreia oficial do i3 no salão de Frankfurt, na última semana. Segundo a montadora, o modelo chegará ao Brasil no segundo semestre de 2014. O carro vem equipado com motor elétrico de alta densidade, capaz de gerar 170 cavalos de potência. O i3 vai de zero a 100 km/h em 7s2 e tem autonomia entre 130 e 160 quilômetros utilizando a bateria de íons de lítio.

A montadora afirma que se o i3 for utilizado nos modos de condução ECO PRO e ECO PRO+, sua autonomia pode ser aumentada em 20 e 40 quilômetros, respectivamente. O modelo ainda vem equipado com um extensor de autonomia, capaz de gerar energia para a bateria, aumentando a autonomia do carro para 300 quilômetros.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade