PUBLICIDADE

Bostic, do Fed, diz que inflação "indisciplinada" pode exigir passos mais "estridentes" na política monetária

2 dez 2021 15h09
ver comentários
Publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed) de Atlanta, Raphael Bostic, disse na conferência Reuters Next nesta quinta-feira que, se a inflação não recuar como esperado nos próximos um ou dois anos, o Fed (banco central norte-americano) pode precisar "tomar medidas mais estridentes" para controlá-la.

O chefe do Federal Reserve Bank de Atlanta, Raphael Bostic, fala durante o Fórum Financeiro Europeu em Dublin, Irlanda 
13/02/2019
REUTERS/Clodagh Kilcoyne/File Photo
O chefe do Federal Reserve Bank de Atlanta, Raphael Bostic, fala durante o Fórum Financeiro Europeu em Dublin, Irlanda 13/02/2019 REUTERS/Clodagh Kilcoyne/File Photo
Foto: Reuters

Bostic, que já ventilou pelo menos um aumento nas taxas de juros em 2022, afirmou que seu caminho preferido rumo à chamada taxa de juros "neutra" do Fed nos próximos anos seria "lento e estável".

Mas o integrante do banco central ponderou que, se a dinâmica que ele espera agora que imponha pressão de baixa sobre a inflação falhar em sua materialização, "podemos ter que dar passos mais estridentes".

Para acompanhar Reuters  Next: https://reutersevents.com/events/next

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade