PUBLICIDADE

Bolsonaro diz que Petrobras tem R$3 bi para custear vale-gás

31 jul 2021 11h23
ver comentários
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a Petrobras tem uma reserva de 3 bilhões de reais para custear as despesas com o pagamento de um vale-gás para a população de baixa renda, no momento em que o governo tem sido alvo de críticas em razão do elevado preço do produto.

05/05/2021
REUTERS/Ueslei Marcelino
05/05/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"O novo presidente da Petrobras, o general (Joaquim) Silva e Luna, está com uma reserva de aproximadamente 3 bilhões de reais para atender realmente esses mais necessitados", disse Bolsonaro em entrevista veiculada ao Programa do Ratinho, na SBT, na noite de sexta-feira.

"Seria um vale-gás, seria o equivalente —no que está sendo estudado até agora— a um bujão de graça a cada dois meses", acrescentou.

O presidente, entretanto, não deu qualquer detalhe sobre como seria o critério para os beneficiários do repasse ou sobre a reserva que a Petrobras teria para esse objetivo.

O governo federal planeja incluir um vale-gás na reformulação dos programas sociais que será anunciada no mês de agosto para compensar os reajustes recordes do combustível, segundo reportagem da Reuters publicada na sexta-feira com três fontes que acompanham a negociação.

Segundo as fonte, ainda não há uma definição de valor, orçamento ou forma como o pagamento será feito, mas a intenção é atingir famílias de baixa renda, atendidas pelo programa Bolsa Família --que deve crescer das atuais 14 milhões de famílias beneficiadas para cerca de 17 milhões.

Na entrevista, Bolsonaro admitiu que há um problema de inflação nos alimentos, mas atribuiu, de modo geral, à demanda internacional. No caso do gás de cozinha, ele disse que o problema do preço alto do insumo não é do governo federal, que zerou impostos, mas do ICMS cobrado por governadores e da margem de lucro, por exemplo.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade