0

Bolsonaro chora antes de ser confirmado candidato do PSL à Presidência

22 jul 2018
11h36
atualizado às 13h16
  • separator
  • comentários

Jair Bolsonaro chorou durante o hino nacional, na abertura da convenção que oficializará neste domingo o seu nome na corrida à Presidência da República pelo PSL.

A menos de três meses das eleições presidenciais, o capitão do Exército da reserva e deputado federal consolidou-se como o líder nas pesquisas de intenção ao Palácio do Planalto, no cenário provável que não prevê o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No discurso de abertura do evento no Rio de Janeiro, o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, declarou que em breve o Brasil vai enxergar quem é Jair Bolsonaro, de forma mais ampla.

Segundo ele, Bolsonaro "é o exemplo da correção".

Bebianno disse que o pré-candidato vai "acabar com a palhaçada petista" de dividir negros e brancos, hetero de homossexuais.

"Isso tem que acabar, povo brasileiro tem que se unir", afirmou.

"Hoje eu posso dizer que sou, de forma hetero, apaixonado por Jair Bolsonaro", afirmou.

A convenção prosseguia com vários políticos se manifestando, e havia a expectativa de Bolsonaro falar por volta de meio-dia.

A advogada Janaína Paschoal, que pode ser vice na chapa de Bolsonaro, estava no palco do evento ao lado do candidato.

Mas não havia confirmação de que Janaína, que ficou nacionalmente conhecida por ter sido uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, será a vice na chapa.

Os partidos ainda têm mais tempo para oficializar os candidatos a vice-presidente.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade