PUBLICIDADE

Bolsas de NY fecham sem sinal único, com balanços, Livro Bege e discursos do Fed

20 out 2021 18h26
ver comentários
Publicidade

As bolsas de Nova York fecharam sem sinal único nesta quarta-feira, influenciadas pelos balanços trimestrais de companhias americanas. O índice Dow Jones chegou a renovar sua máxima histórica intraday, a 35.669,69 pontos. No radar dos operadores, também esteve a divulgação do Livro Bege do Federal Reserve (Fed) e falas de dirigentes da instituição.

No fechamento, o Dow Jones subiu 0,43%, a 35.609,34 pontos, o S&P 500 avançou 0,37%, a 45.36,19, e o Nasdaq caiu 0,05%, a 15.121,68.

A Verizon (+2,41%), companhia de telecomunicações americana, informou lucro líquido de US$ 6,6 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 45% em comparação ao mesmo período do ano anterior. A United Airlines, por sua vez, teve lucro líquido de US$ 473 milhões no trimestre mais recente, revertendo prejuízo informado no mesmo período do ano passado. Ainda assim, acompanhando a queda setorial, sua ação teve baixa de 0,58%.

De acordo com Edward Moya, analista da Oanda, o Nasdaq teve desempenho inferior aos demais índices nesta sessão porque as empresas de tecnologia de mega capitalização teriam enxergado "uma certa fraqueza" após os lucros da Netflix e as perspectivas de chips da ASML.

A Netflix registrou lucro líquido de US$ 1,449 bilhão, uma alta de 83,4% em comparação a igual período de 2020. Ainda assim, seus papéis fecharam em baixa de 2,17%. "As ações da Netflix caíram após uma alta prolongada, que faz com que muitos duvidem de que as avaliações de seus papéis se manterão no próximo ano", diz Moya.

Segundo ele, a perspectiva para 2022 é que grande parte do mundo retorne "ao comportamento pré-pandêmico de não assistir programas em casa".

A ASML (-4,15%), uma das principais fornecedoras de equipamentos para indústria de semicondutores, cortou seu guidance para o próximo trimestre, enquanto enfrenta problemas como escassez de materiais, segundo informações da Dow Jones Newswires.

Em relação ao Federal Reserve, as bolsas tiveram reação tímida ao Livro Bege. De acordo com o documento, as perspectivas econômicas para o curto prazo seguem positivas, mas a incerteza é crescente o otimismo, cauteloso. A maioria dos distritos do Fed reportou preços significativamente elevados, de acordo com o sumário de opiniões que embasa decisões de políticas monetárias.

O diretor do banco central americano Randal Quarles disse que caracterizar a inflação como transitória não significa, necessariamente, que ela terá "vida curta". Os preços nos EUA devem desacelerar no próximo ano, disse ele, mas há riscos de que isso não ocorra. Quarles também defendeu que o anúncio do tapering, processo de redução de compra de ativos, ocorra na próxima reunião de política monetária do Fed, em novembro.

Estadão
Publicidade
Publicidade