0

Bolsas da Europa fecham na maioria em baixa, com balanços e diálogo EUA-China

19 fev 2019
15h01
  • separator
  • 0
  • comentários

As principais bolsas europeias fecharam quase todas em baixa, nesta terça-feira, 19, influenciadas por resultados corporativos e também com investidores à espera de novidades no diálogo sobre divergências comerciais entre Estados Unidos e China, que continua nesta semana em Washington. Além disso, indicadores foram monitorados.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,22%, em 368,97 pontos.

No setor corporativo, o HSBC registrou alta no lucro antes de impostos em 2018, mas com resultado abaixo do previsto, o que fez a ação do maior banco europeu recuar 4,01% em Londres. O papel da BHP negociado na mesma praça cedeu 0,21%, após a mineradora anglo-australiana, a maior do mundo no setor, ampliar o lucro líquido no semestre fiscal encerrado em dezembro, mas apresentar queda no ganho subjacente no período, o que ficou aquém das expectativas.

O diálogo entre EUA e China esteve no radar. Nesta semana, autoridades do país terão nova rodada de reuniões em Washington, com o objetivo de acertar as diferenças e evitar nova escalada tarifária com o fim previsto para a trégua atual, em 1º de março.

Entre os indicadores, o índice ZEW de expectativas econômicas da Alemanha subiu de -15,0 em janeiro a -13,4 em fevereiro. Já o índice para as condições atuais no país recuou de 27,6 para 15,0 na mesma comparação. No Reino Unido, a taxa de desemprego seguiu em 4% no trimestre até dezembro, na mínima em quatro décadas.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 0,56%, em 7.179,17 pontos. Além dos balanços, concessionárias estiveram em destaque, com investidores em busca das chamadas ações defensivas, buscadas em momentos de maior cautela. A petroleira BP caiu 0,22% e Vast Resources cedeu 3,03%, mas Barclays avançou 0,56%.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,09%, a 11.309,21 pontos, na contramão da maioria. Entre os papéis mais negociados, Deutsche Telekom subiu 0,70%, Aroundtown recuou 0,98% e Deutsche Bank, 2,10%. Commerzbank caiu 1,71%, mas E.ON avançou 0,63%.

Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 recuou 0,15%, a 5.160,52 pontos. BNP Paribas subiu 0,44% e Crédit Agricole, 0,10%, entre os bancos franceses, enquanto Vallourec cedeu 5,17%.

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, caiu 0,50%, a 20.228,19 pontos. Intesa Sanpaolo recuou 0,46% e Banco BPM caiu 0,58%, enquanto Telecom Italia avançou 1,17%, entre os papéis em destaque. Fiat Chrysler subiu 0,05%.

Em Madri, o índice IBEX-35 teve baixa de 0,21%, a 9.136,40 pontos. Santander recuou 0,87% e Caixabank, 0,16%, porém Bankia avançou 1,05%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 registrou queda de 0,08%, a 5.139,36 pontos. Altri perdeu 0,96%, enquanto Galp Energia subiu 0,59%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade