0

Bolsas da Ásia têm forte alta após esforço chinês para reduzir custo de crédito

19 ago 2019
06h35
  • separator
  • 0
  • comentários

As bolsas asiáticas fecharam com ganhos robustos nesta segunda-feira, após o banco central chinês anunciar no fim de semana ajustes num esforço de reduzir os juros de empréstimos para empresas.

O PBoC, como é conhecido o BC da China, disse no sábado (17) que mudará a forma como define uma importante taxa de juros para diminuir os custos de financiamento de empresas e impulsionar a economia do país, que está em desaceleração em meio a uma prejudicial disputa comercial com os Estados Unidos.

A iniciativa de Pequim veio dias após indicadores fracos da China e da Europa realimentarem temores sobre uma possível recessão global.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto subiu 2,10% hoje, a 2.883,10 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto garantiu valorização de 3,05%, a 1.571,97 pontos.

Em Hong Kong, o Hang Seng ignorou o 11º fim de semana consecutivo de amplas manifestações populares no território semiautônomo e avançou 2,17%, a 26.291,84 pontos.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei registrou alta de 0,71% em Tóquio, a 20.563,16 pontos, ajudado por ações de varejistas, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 0,66% em Seul, a 1.939,90 pontos, e o Taiex avançou 0,65% em Taiwan, a 10.488,75 pontos

Os negócios asiáticos também foram sustentados por esperanças renovadas de que Estados Unidos e China consigam eventualmente superar suas desavenças comerciais. Ontem, o presidente americano, Donald Trump, afirmou que Washington tem tido conversas "muito substanciais" com Pequim, mas reiterou que ainda não está pronto para assinar um acordo comercial com o gigante asiático. "Os chineses querem fazer um acordo. Vamos ver o que acontece", disse Trump.

Já em entrevista ao Fox News Sunday, o diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, confirmou que negociadores americanos e chineses vão conversar na próxima semana ou em dez dias por teleconferência.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom positivo da Ásia e teve seu melhor pregão em dois meses, graças a papéis de tecnologia e de petrolíferas. O S&P/ASX 200 subiu 0,97% em Sydney, a 6.467,40 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade