0

Bolsas asiáticas fecham em baixa, com realização de lucros antes da Páscoa

18 abr 2019
07h02
  • separator
  • 0
  • comentários

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta quinta-feira, com investidores aproveitando para realizar lucros antes do feriado de Páscoa. O tom negativo também se seguiu a leves perdas ontem nos mercados acionários de Nova York.

Na China, o Xangai Composto caiu 0,40% hoje, a 3.250,20 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,59%, a 1.762,30 pontos, com ambos os índices encerrando os negócios perto das mínimas do dia. Ações dos setores financeiro, imobiliário e automotivo se destacaram negativamente.

Já o Nikkei teve baixa de 0,84% em Tóquio, a 22.090,12 pontos, influenciado principalmente por um tombo de 3,3% no segmento farmacêutico.

Na Coreia do Sul, o Kospi teve queda mais expressiva em Seul, de 1,43%, a 2.213,77 pontos, depois de o banco central do país (conhecido como BoK) manter seu juro básico em 1,75% e o presidente da instituição dizer que não está na hora de considerar um possível corte na taxa.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng caiu 0,54% em Hong Kong, a 29.963,26 pontos, enquanto o Taiex perdeu 0,32% em Taiwan, a 10.962,02 pontos, depois de virar para baixo na última hora do pregão.

Em relação às negociações comerciais entre Estados Unidos e China, que aparentemente estão na fase final, há relatos de que autoridades chinesas estão acompanhando a agenda de viagens internacionais do presidente americano, Donald Trump, para identificar a oportunidade de realizar uma cúpula fora do território americano. Um dos possíveis locais de um encontro é o Japão, que Trump visitará no final de maio, quando espera-se que o diálogo comercial seja concluído.

Na Oceania, a bolsa de Sydney fechou em alta marginal, de 0,05%, com o índice S&P/ASX 200 a 6.259,80 pontos. Dados do mercado de trabalho da Austrália vieram melhores do que o esperado, reduzindo as chances de uma redução de juros pelo RBA, o banco central local.

Devido a feriados nos próximos dias, os mercados de Hong Kong e da Austrália só voltarão a operar na terça-feira (23).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade