0

Bolsas asiáticas fecham em alta com otimismo sobre comércio e "shutdown"

13 fev 2019
06h43
  • separator
  • comentários

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, com ganhos particularmente expressivos na China e no Japão, em meio a apostas de que americanos e chineses avançarão em suas discussões comerciais e de que o governo americano conseguirá evitar uma nova paralisação parcial (o chamado "shutdown").

O presidente dos EUA, Donald Trump, admitiu ontem a possibilidade de a Casa Branca adiar um novo aumento de tarifas sobre produtos chineses, previsto para 2 de março, se as duas maiores economias do mundo se aproximarem de um acordo comercial antes disso.

Representantes dos EUA e China estão reunidos em Pequim desde o início da semana para conversas preliminares sobre comércio. Amanhã e sexta-feira, as negociações passarão a envolver funcionários de alto escalão: do lado dos EUA, o Secretário do Tesouro Steven Mnuchin e o representante comercial Robert Lighthizer, e da China, o vice-primeiro-ministro Liu He.

Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto subiu 1,84% hoje, a 2.721,07 pontos, atingindo o maior nível desde 10 de outubro. O menos abrangente Shenzhen Composto, que reúne empresas de menor valor de mercado, avançou 1,87%, a 1.389,68 pontos, tocando seu maior patamar em três meses.

Em Tóquio, o japonês Nikkei teve alta de 1,34%, a 21.144,48 pontos, seu melhor fechamento em oito semanas. Destacaram-se a petrolífera Japan Petroleum (+6,2%) e o fabricante de eletrônicos Toshiba (+1,7%).

Também ontem, Trump declarou estar insatisfeito com um pacto orçamentário preliminar fechado por congressistas em Washington na segunda-feira, mas sinalizou que irá aceitá-lo, alimentando esperanças de que o governo americano evitará um segundo shutdown no fim de semana e contribuindo para o bom humor na Ásia.

Recentemente, um impasse sobre o financiamento para a construção de um muro na fronteira dos EUA com o México deixou a máquina pública federal americana parcialmente paralisada pelo período recorde de 35 dias.

Entre outros mercados asiáticos, o Hang Seng avançou 1,19% hoje em Hong Kong, a 28.505,50 pontos, e o sul-coreano Kospi subiu 0,50% em Seul, a 2.201,48 pontos, mas o Taiex registrou baixa marginal de 0,07%, a 10.090,58 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ignorou a tendência positiva da Ásia e ficou no vermelho. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,25% em Sydney, a 6.063,60 pontos, pressionado pelo subíndice do setor farmacêutico (-2,5%). Com informações da Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade