PUBLICIDADE

BCE avalia se deve anunciar tamanho e duração de esquema de títulos, dizem fontes

29 jun 2022 - 09h37
Ver comentários
Publicidade

As autoridades do Banco Central Europeu estão ponderando se devem ou não anunciar o tamanho e a duração de seu esquema de compra de títulos, projetado para reduzir os custos de financiamento para a Itália e outros países endividados, disseram fontes à Reuters.

O BCE está pronto para anunciar a nova ferramenta em 21 de julho, juntamente com sua primeira alta de juros em mais de uma década, em resposta a um aumento nos rendimentos dos títulos que atingiu mais duramente os países mais endividados.

A equipe do BCE está preparando diferentes opções para as autoridades, incluindo quantos de seus detalhes, como poder de fogo e duração, devem ser tornados públicos, de acordo com conversas com meia dúzia de autoridades no fórum anual do BCE em Sintra, Portugal.

Os prós do anúncio de um grande envelope incluiriam a tranquilização dos investidores sobre o compromisso do BCE em combater o que chama de fragmentação financeira na zona do euro, disseram as fontes.

Também colocaria o BCE no lado seguro em caso de acusações porque mostraria que sua intervenção é contingente e não equivale a um cheque em branco, acrescentaram.

No entanto, esta opção poderia sair pela culatra se o número for visto como muito pequeno pelos operadores de títulos, observaram as fontes. Manter o anúncio de julho vago evitaria este risco, mas poderia deixar muitas perguntas sem resposta, acrescentaram eles.

As autoridades concordam que devem ter discernimento sobre quando intervir e em quais mercados, em vez de estabelecer metas numéricas.

Elas também concordaram que o programa deveria vir com condições, tais como o cumprimento das recomendações da Comissão Europeia, mas estas não deveriam ser tão onerosas, como relatado pela Reuters no início deste mês.

Um porta-voz do BCE se recusou a comentar esta história.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade