0

BB começa a vender cartões de crédito digitais para não correntistas

14 jun 2018
14h00
atualizado às 14h54
  • separator
  • comentários

O Banco do Brasil anunciou nesta quinta-feira um cartão digital para não correntistas, com possível isenção de tarifa de anuidade, no mais recente movimento de grandes bancos do país para contra-atacar a ofensiva de fintechs.

Pessoas passam em frente de agência do Banco do Brasil no Rio de Janeiro, Brasil
15/12/2014
REUTERS/Pilar Olivares
Pessoas passam em frente de agência do Banco do Brasil no Rio de Janeiro, Brasil 15/12/2014 REUTERS/Pilar Olivares
Foto: Reuters

Batizado de Ourocard Fácil, o cartão internacional com bandeira Visa pode ter até 100 por cento de isenção de anuidade, desde que o cliente gaste pelo menos 100 reais por mês.

"O público-alvo do produto são consumidores que precisam de um cartão para atender às suas necessidades de crédito, não usam os benefícios de um programa de recompensas tradicional e não querem pagar anuidade", afirmou o banco em comunicado.

O anúncio confirma reportagem publicada em abril, quando o vice-presidente de negócios de varejo do BB, Marcelo Labuto afirmou à Reuters que o banco começaria a oferecer cartões de crédito para não correntistas, como parte dos esforços para ampliar a presença na área para níveis mais similares aos que tem no mercado de crédito.

"Vamos ter um produto condizente com os oferecidos por plataformas hoje no mercado", disse à Reuters o vice-presidente de negócios de varejo do BB, Marcelo Labuto. O BB tem 16,5 milhões de cartões de crédito ativos atualmente.

Em maio, a plataforma independente de cartões Nubank afirmou ter atingido a marca de 4 milhões de clientes.

Em novembro passado, a Credicard, do Itaú Unibanco, também havia lançado um cartão de crédito digital sem anuidade e com plano de benefícios. Em 2016, o banco CBSS, joint venture do Bradesco e do BB, lançara uma plataforma digital de cartões, o Digio.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade