0

Assessor da Casa Branca diz que ainda há "muito trabalho a ser feito" em negociações com a China

4 fev 2019
12h04
atualizado às 12h23
  • separator
  • comentários

O assessor econômico da Casa Branca, Kevin Hassett, disse nesta segunda-feira que ainda não sabe quanto progresso foi feito nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China, mas que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, espera fechar um acordo até o prazo de 1º de março.

O assessor econômico de Trump, Kevin Hassett, durante coletiva de imprensa em Washington, nos EUA
10/09/2018
REUTERS/Kevin Lamarque
O assessor econômico de Trump, Kevin Hassett, durante coletiva de imprensa em Washington, nos EUA 10/09/2018 REUTERS/Kevin Lamarque
Foto: Reuters

"Exatamente quanto progresso fizemos na semana passada e como será o andamento quando o secretário (Steven) Mnuchin e o embaixador (Robert) Lighthizer partirem para a China é algo.... que ainda estamos esperando para ver", disse Hassett, presidente do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca, à CNBC em uma entrevista, fazendo referência ao secretário do Tesouro e ao representante de comércio dos EUA.

Hassett disse que ficou esperançoso durante as negociações com Pequim e ficou satisfeito com o fato de as negociações continuarem, mas acrescentou que "ainda há muito trabalho a ser feito".

Na semana passada, outras autoridade da Casa Branca disse que havia uma "boa energia" após as negociações comerciais de alto nível em Washington entre as autoridades norte-americanas e chinesas.

Trump disse que qualquer acordo não será final até que ele se encontre com o presidente chinês, Xi Jinping, nas próximas semanas, ao passo em que tenta selar um acordo comercial amplo com Pequim até o prazo final de março.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade