1 evento ao vivo

Amec alerta para importância de assembleia sobre acordo entre Embraer e Boeing

3 ago 2018
12h26
  • separator
  • 0
  • comentários

A Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), que representa acionistas minoritários com um conjunto de investimentos que supera R$ 600 bilhões, alertou nesta sexta-feira, 3, os investidores institucionais sobre a importância da participação na assembleia que deverá ser convocada para deliberar sobre o acordo entre Boeing e Embraer.

A entidade aponta que a presença em tal encontro se torna ainda mais relevante tendo em vista que a Embraer não possui um controlador e ainda por conta das "particularidades das regras de voto do estatuto da Embraer", como o limite de voto e restrição de estrangeiros.

A Amec conclui que é de extrema relevância que os investidores institucionais exerçam seus deveres fiduciários, que se informem sobre a proposta, dialoguem com a companhia, participem da assembleia e votem, assim, "de maneira embasada nessa importante deliberação".

A Comissão Técnica da Amec se reuniu para debater o tema, que tem gerado discussões no mercado. O modelo de negócio anunciado, que criará uma joint venture, tem feito minoritários avaliarem que, na prática, a transação trata-se de uma aquisição, o que faria com que o gatilho da oferta pública de aquisição (OPA) fosse disparado para todos os acionistas minoritários.

"A Amec acompanha através da sua Comissão Técnica as operações relevantes cursadas no nosso mercado de capitais, sobretudo no intuito de identificar os impactos para os acionistas minoritários e para a integridade do mercado como um todo", segundo comunicado da entidade, enviado ao mercado.

Ainda segundo o documento, a associação afirma que diante das informações até aqui disponíveis, se pode concluir que "a administração da companhia indicou que submeterá à assembleia geral até o final deste ano a proposta de operação societária, na forma do estatuto social da companhia".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade