5 eventos ao vivo

Agências podem agilizar atendimento com o Câmbio do Futuro

13 nov 2012
06h59
atualizado às 17h05

Durante os preparativos para incursões internacionais, os agentes de viagens são testemunhas de que comprar e trocar de moeda estrangeira são as principais preocupações dos brasileiros. Foi pensando em estreitar a ligação entre câmbio e turismo que surgiu a ideia para o Câmbio do Futuro, projeto da Confidence Câmbio que propõe uma nova forma de relacionamento com as agências. Embora alguns dos serviços já estejam em prática, a iniciativa foi lançada oficialmente na Feira de Turismo das Américas deste ano, evento promovido pela Associação Brasileira de Turismo, em outubro, no Rio de Janeiro, e que contou com a presença de expositores de cerca de 50 países.

O projeto Câmbio do Futuro foi lançado pela Confidence Câmbio em 2012, com o objetivo de estreitar o relacionamento entre a corretora e as agências de viagem
O projeto Câmbio do Futuro foi lançado pela Confidence Câmbio em 2012, com o objetivo de estreitar o relacionamento entre a corretora e as agências de viagem
Foto: Getty Images



Um dos principais esforços do Câmbio do Futuro foi aprimorar os serviços de telefonia. O diretor regional sul da empresa, Juvenal Marcelo dos Santos, conta que o meio já era alvo de investimentos, mas somente agora a empresa decidiu abrir um canal de atendimento exclusivo para as agências, o que deve agilizar os procedimentos de compra, venda e remessa e melhorar a assessoria ao cliente sobre o câmbio do dia na hora de fechar o pacote. "Hoje ele cai no canal varejo, o mesmo que atende por volta de 3 mil e, dependendo da época, até 6 mil operações de câmbio por dia pelo Brasil", explica Santos. "É um canal tanto para operações da própria agência quanto para auxílio por telefone na venda dos produtos dela", explica.



Entre as inovações do projeto - além de um caixa eletrônico que realiza saques em moeda estrangeira, que esteve em demonstração no evento realizado em outubro e tem previsão de lançamento para o ano que vem - está também o atendimento via chat online, hoje em funcionamento. "É uma operação muito simples, mas que, muitas vezes, o consumidor fica um pouco receoso de fazer porque só agora o câmbio está se popularizando no Brasil. É uma outra forma prática, segura e rápida da pessoa efetuar a compra de moeda estrangeira para a sua viagem", diz Santos. As transações são executadas diretamente entre o cliente e a corretora via depósito, transferência bancária ou emissão de boleto.



Os serviços trazem vantagens para ambos os modelos de parceria com a Confidence, indicadora de clientes ou correspondente cambial (partner), escolhido pela agência com base no grau de envolvimento e rendimento desejado. Na primeira, a empresa já garante ao cliente um cartão pré-pago no momento da venda do pacote e o cliente deve apenas aguardar pela ativação; como partner, a agência está credenciada pelo Banco Central a também operar a venda de moeda em espécie pelo sistema Confidence, que trabalha com 20 moedas estrangeiras diferentes, e o turista pode retirar o dinheiro em alguma loja da corretora em aeroportos internacionais e shoppings.



Porém, Santos acredita que levar dinheiro vivo na mala está se tornando raro. "Cada vez mais, o futuro é realmente as pessoas levarem em suas viagens um meio eletrônico de pagamento e não mais moeda em espécie, também por questão de segurança", comenta. A parceria com a empresa garante às agências um estoque de cartões pré-pagos que podem ser personalizados com a identidade visual da marca, aproximando o cliente e operando nas bandeiras Visa e MasterCard. Confidence Travel Card pode ser carregado em sete moedas, do dólar ao rand sul-africano.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
publicidade