0

Ações de automóveis impulsionam índices europeus com expectativa de adiamento de tarifas dos EUA

15 mai 2019
13h48
atualizado às 15h15
  • separator
  • comentários

Os índices acionários europeus avançaram nesta quarta-feira, revertendo as perdas registradas no início do pregão, depois que autoridades dos Estados Unidos disseram que o presidente Donald Trump deve adiar a imposição de tarifas sobre automóveis em até seis meses.

Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha 
15/05/2019
REUTERS/Staff
Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha 15/05/2019 REUTERS/Staff
Foto: Reuters

A expectativa é que um anúncio formal seja dado até sábado, disseram elas.

A notícia estimulou os investidores a aumentarem as posições em empresas sensíveis a tarifas, ajudando na recuperação de uma série de ações europeias.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,52%, a 1.488 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,46%, a 378 pontos, impulsionado pela alta de 2% nas ações de automóveis e fornecedoras do setor, com a BMW avançando 3,1%.

O índice europeu chegou a cair 0,7% na sessão, enquanto as ações de automóveis chegaram a tocar a mínima de um mês e meio, em queda de 2,1%.

John Woolfitt, da Atlantic Markets, disse que o mercado parece estar aliviado com o fato de que Trump "pode realmente agir de maneira civilizada e não está incitando guerras comerciais em todo o mundo", dando à parceria com a União Europeia uma pausa.

"Embora ele esteja envolvido na disputa com a China, dá a impressão de que ele está relutante em seguir pelo mesmo caminho com a UE."

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,76%, a 7.296 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,90%, a 12.099 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,62%, a 5.374 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,14%, a 20.863 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,54%, a 9.177 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,44%, a 5.131 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade