10 eventos ao vivo

Ações da China fecham em queda, mas perdas são limitadas por ganhos no setor financeiro

23 fev 2021
07h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As ações da China fecharam em baixa após um pregão volátil nesta terça-feira, depois de uma correção acentuada na sessão anterior, com as preocupações sobre o aperto da política monetária pesando sobre setores com altas valorizações, embora as perdas tenham sido limitadas por ganhos em ações do setor financeiro.

Painel eletrônico com índices acionários em Xangai. REUTERS/Aly Song
Painel eletrônico com índices acionários em Xangai. REUTERS/Aly Song
Foto: Reuters

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,3%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,2%.

"A tendência de aperto da política monetária da China é bastante evidente e clara, embora o banco central se abstenha de anunciar um aperto súbito e rápido com o objetivo de fornecer estabilidade para o mercado", disse Zheng Zichun, analista da AVIC Securities.

As empresas financeiras ganharam, com o índice bancário do CSI300 saltando 1%, já que os investidores esperam que os bancos se beneficiem de uma recuperação econômica contínua e do aperto da política monetária.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,03%, a 30.632 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,17%, a 3.636 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,32%, a 5.579 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,31%, a 3.070 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,20%, a 16.443 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,33%, a 2.890 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,86%, a 6.839 pontos.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade