0

Ação da Smiles sobe 20% após proposta de reorganização societária

Plano prevê incorporação dos papéis da empresa de fidelidade pela aérea Gol, que controla a companhia

10 dez 2019
04h13
  • separator
  • 0
  • comentários

A Smiles viu suas ações ordinárias (com direito a voto) subirem quase 20% (19,72%) após a reorganização societária proposta ontem pela Gol. Com a notícia, a empresa de fidelidade ganhou R$ 777,2 milhões em valor de mercado durante o pregão, valendo R$ 4,7 bilhões, e apagou as baixas acumuladas em dezembro e também no último mês.

A proposta prevê incorporação das ações da Smiles pela companhia aérea com um prêmio de 30%. O plano representa uma mudança relevante da proposta inicial da Gol em outubro do ano passado, quando a companhia aérea sugeriu uma troca de ações a um preço não divulgado. A Gol controla a Smiles e detém 53% das suas ações.

O analista da Guide Investimentos Luis Sales acredita que a reorganização é positiva tanto para a Gol quanto para a Smiles. "Não fazia mais sentido manter as duas empresas separadas", diz ele, lembrando que a Multiplus, da Latam, foi deslistada por sua controladora, e que a Azul recuou da ideia de abrir o capital do Tudo Azul.

O analista da Mirae Asset, Pedro Galdi, também concorda que a operação é positiva para as duas empresas, embora o papel da Gol possa "sofrer um pouco no curto prazo". No pregão de ontem, os papéis preferenciais (sem direito a voto) da companhia aérea fecharam em alta de 1,75%.

A perspectiva de ganhos consideráveis em eficiência fiscal é o principal atrativo para as ações da Gol, segundo analistas do setor.

Vantagens. Em teleconferência com investidores, analistas e jornalistas sobre a nova proposta de reorganização societária, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, afirmou que a transação deve ampliar a capacidade de geração de caixa do grupo, fortalecendo sua posição financeira, além de assegurar a competitividade de longo prazo.

Entre os benefícios da operação para os acionistas da Gol, o executivo destacou também a eliminação de distorções e ineficiências tributárias, a realização de sinergias, redução de custos e despesas operacionais e financeiras, bem como a simplificação da governança operacional e societária do grupo. Kakinoff reforçou ainda que a proposta de reorganização societária não terá impactos para o usuário do programa de milhagens. "Não há perspectiva de qualquer mudança para o cliente Smiles. Zero."

A relação de troca proposta é de que cada ação ordinária de Smiles corresponda a 0,6319 ação preferencial da GOL e a R$ 16,54 como valor de resgate. Além desta relação de troca base, a Gol oferece uma opcional, de 0,4213 ação preferencial da Gol e a R$ 24,80 como valor de resgate. Na relação de troca, foram considerados os valores de R$ 39,25 para a ação da Gol e R$ 41,34 para a ação da Smiles, de acordo com a companhia aérea.

A Gol também argumentou que a alteração aumentará a liquidez no mercado para todos os acionistas, "além de permitir uma oferta de produtos e serviços melhor coordenada, sendo que todos estes benefícios são necessários para que o produto Smiles seja mais competitivo no cenário de mercado desafiador." / COM INFORMAÇÕES DA REUTERS

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade