PUBLICIDADE

ABBC: aumento dos encargos (com IOF) poderá incrementar o risco de inadimplência

17 set 2021 18h30
ver comentários
Publicidade

A Associação Brasileira de Bancos (ABBC) recebeu com preocupação a notícia de elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), decretada nesta sexta-feira, 17, e que passa a valer a partir da próxima semana. Em nota, a entidade demonstrou receio pelos impactos negativos da medida sobre a oferta de crédito.

"Apesar de temporária, a combinação dessa majoração do imposto com um ciclo de aperto monetário para combater a elevação inflacionária poderá encarecer ainda mais o custo do crédito, comprometendo o ritmo de recuperação da atividade", alertou a ABBC na nota. A entidade informou, contudo, que não vai recalibrar suas previsões para o crédito, "que já contemplavam uma redução do crescimento anualizado do estoque das operações."

No crédito às empresas, onde a ABBC salienta que já há desaceleração, o efeito da elevação do IOF pode "desestimular os investimentos e a demanda por crédito". Para as famílias, a entidade alerta que "o aumento dos encargos financeiros das suas dívidas poderá incrementar o risco de inadimplência, dado o elevado nível de endividamento em um ambiente de inflação elevada e com um mercado de trabalho enfraquecido".

Estadão
Publicidade
Publicidade