0

À espera do Fed, bolsas da Ásia fecham sem direção única e com variações modestas

17 jun 2019
06h04
  • separator
  • 0
  • comentários

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única e com variações modestas nesta segunda-feira, em clima de cautela antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), a ser anunciada na quarta-feira (19).

Embora não haja expectativa de que o Fed agirá nesta semana, a persistente desavença comercial entre EUA e China e sinais de desaceleração da economia global geram apostas de que o BC americano poderá voltar a cortar juros nos próximos meses, provavelmente a partir de julho.

O apetite por risco na Ásia também é contido pelo impasse nas negociações comerciais sino-americanas e por fatores geopolíticos.

No fim da semana passada, a China divulgou que sua produção industrial cresceu em maio no menor ritmo em 17 anos, mais uma evidência dos efeitos da rixa comercial entre Washington e Pequim. Além disso, um ataque a dois navios petroleiros no Golfo de Omã, na última quinta-feira (13), ajudou a intensificar as tensões entre EUA e Irã, desestimulando investimentos em ativos financeiros considerados mais arriscados.

Na China, o índice Xangai Composto subiu 0,20% hoje, a 2.887,62 pontos, graças a ações de companhias farmacêuticas, mas o menos líquido Shenzhen Composto recuou 0,20%, a 1.502,12 pontos.

Em Tóquio, o Nikkei ficou perto da estabilidade, mas garantiu o segundo ganho consecutivo, de 0,03%, a 21.124,00 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng avançou 0,40% em Hong Kong, a 27.227,16 pontos, após a chefe do Executivo local, Carrie Lam, prometer suspender um polêmico projeto de lei sobre extradições que foi alvo de massivos protestos recentes pelo território, enquanto o sul-coreano Kospi caiu 0,22% em Seul, a 2.090,73 pontos, ampliando perdas para o quarto pregão consecutivo, e o Taiex registrou ligeiro ganho de 0,06%, a 10.530,54 pontos, depois de duas sessões negativas.

Na Oceania, a bolsa australiana foi pressionada por ações ligadas a commodities e ao setor imobiliário, que levaram o índice S&P/ASX 200 a recuar 0,35% em Sydney, a 6.530,90 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade