0

O drama envolvente de 'Pequenos Incêndios Por Toda Parte'

Nova série da Amazon Prime Video debate maternidade, questões raciais e o privilégio de classe com Reese Witherspoon e Kerry Wasshington

22 mai 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Baseado no romance homônimo de Celeste Ng, Pequenos Incêndios Por Toda Parte é um drama envolvente que discute a maternidade e coloca alguns questionamentos importantes sobre questões raciais e o privilégio de classe com a atuação brilhante de Reese Witherspoon (Elena Richardson) e Kerry Washington (Mia Warren).

Kerry Washington é Mia e Reese Witherspoon é Elena em 'Pequenos Incêndios Por Toda Parte'
Kerry Washington é Mia e Reese Witherspoon é Elena em 'Pequenos Incêndios Por Toda Parte'
Foto: IMDB / Reprodução

O Terra assistiu aos três primeiros episódios da série, que estreia no dia 22 de maio na Amazon Prime Video. Confira a seguir o que achamos. O texto contém spoilers. 

Duas figuras centrais contam a história de Pequenos Incêndios Por Toda Parte. Elena Richardson, personagem de Reese Witherspoon (Big Little Lies, The Morning Show), e Mia Warren, papel de Kerry Washington (Scandal, Django Livre). Duas mães com estilos de maternidade e personalidades diferentes, e também de classes sociais distintas. 

Mãe de quatro filhos, Elena é jornalista por meio período e tem a sua rotina, a dos filhos e a do marido na ponta do lápis – incluindo os dias que pode ter relações sexuais. Ela mora em Shaker Heights, em Ohio, onde conhece Mia, seu oposto. 

O personagem de Kerry é mãe solo de uma criança, Pearl. Ela é artista e usa a sua profissão como justificativa para ficar alternando de endereços. Até o terceiro episódio da série, fica implícito que a personagem guarda um segredo. Diferente de Elena, Mia não se prende a um cronograma. É movida pela sua arte, por pequenas metas que estabelece para si, por sua filha, e pelas suas vontades. 

Mia e Elena: a maternidade e o lugar da mulher negra

Desde o primeiro encontro entre Mia e Elena, a série proporciona interessantes questionamentos sobre a maternidade e o lugar da mulher negra na sociedade, a partir dessas personagens.

Na série, Mia vira a locatária de um imóvel de Elena. E, mais tarde, passa a prestar alguns serviços na casa da personagem de Reese. Ao mesmo tempo, seus filhos, que estudam na mesma escola, adicionam camadas interessantes para essa relação que questiona o estilo da maternidade e o lugar da mulher negra. 

Reese interpreta muito bem a feminista branca que não entende o seu privilégio. É interessante ver que a maternidade a aproxima de Mia, por mais que tenham estilo diferentes de criar seus filhos, mas Elena acaba repetindo os erros de uma sociedade que cerceia o o lugar da mulher negra. Quando há ajuda, ela desconsidera as qualificações de Mia, ou então impõe padrões que Elena considera corretos. 

De uma maneira sutil (e às vezes nem tanto), Pequenos Incêndios Por Toda Parte acaba nos colocando em situações desagradáveis com o nosso próprio racismo, que faz lembrar bastante o estilo de Jordan Peele em Corra!, e com privilégio branco. E tudo isso se intensifica com a apresentação da trama de Bebe Chow (Lu Huang), que é, na verdade, a história central da série.

Lu Huang em 'Pequenos Incêndios Por Toda Parte' (2020). Trama de sua personagem é fio condutor da série que discute o privilégio branco
Lu Huang em 'Pequenos Incêndios Por Toda Parte' (2020). Trama de sua personagem é fio condutor da série que discute o privilégio branco
Foto: IMDB / Reprodução

70 centavos de dólar (e um novo fio condutor)

No terceiro episódio da série, somos apresentados a Bebe Chow. Uma chinesa ilegal nos Estados Unidos que trabalha com Mia em um restaurante. 

Em um flashback, Bebe mostra que tinha uma filha recém-nascida, e que estava passando dificuldade para poder sustentá-la. Bebe não conseguia amamentar a filha e tentou comprar fórmula láctea em um mercado, mas por faltar 70 centavos de dólar do valor total, foi expulsa do local, sem comida para a filha. Sem condições de cuidar da filha, Bebe acaba por abandoná-la em um posto de bombeiro.

Ao fim do episódio, já no período em que se passa a série, os mesmos 70 centavos de dólar não impediram a filha caçula de Elena de entrar no ônibus e voltar para casa, depois de uma festa.

Mia acaba descobrindo o destino da filha de Bebe e revela para a garçonete que ela pode estar sendo adotada por uma das amigas de Elena. O desfecho dessa história, no entanto, fica a ser descoberto nos próximos episódios da série. 

 Pequenos Incêndios Por Toda Parte (Litte Fires Everywhere, no original) estreia dia 22 de maio, na Amazon Prime Video

Veja também:

Imagens incríveis do 'caçador' de tempestades
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade