PUBLICIDADE

"Não vamos banir Lars Von Trier para sempre", diz presidente de Cannes

28 mai 2012 10h33
| atualizado às 10h53
Publicidade

O presidente do Festival de Cannes, Gilles Jacob, disse, em entrevista ao The Telegraph, que o cineasta dinamarquês Lars Von Trier não deve ficar banido do evento para sempre. "Isto depende de muitas coisas", disse ele.

Confira o raio-x do Festival de Cinema de Cannes

Lars Von Trier foi banido do Festival por ter admitido nutrir simpatia por Hitler
Lars Von Trier foi banido do Festival por ter admitido nutrir simpatia por Hitler
Foto: Getty Images

Conheça os jurados do 65º Festival de Cannes
Descubra o Sundaytv e tenha acesso ao melhor do cinema e da TV

No ano passado, Lars Von Trier, que estava competindo à Palma de Ouro com Melancholia, admitiu em entrevista coletiva que nutria simpatia por Hitler. A declaração causou uma grande polêmica e, desde então, o cineasta é persona non grata em Cannes.

"Não sei quanto tempo Lars Von Trier ficará banido do Festival", disse Jacob. "Ele Lars Von Trier declarou que não pretende mais viajar para participar de festivais internacionais, mas isso não o impediria de mandar seus filmes para competição. Temos que estudar este caso", admitiu o presidente.

O empresário comentou, ainda, quais seriam as possíveis razões do cineasta para fazer uma declaração tão polêmica. "Lars é um homem provocativo e, acredito, que ele não achou 'Melancholia' questionador o bastante", declarou Jacob. "Ele fez algo, na vida real, para criar a polêmica que não tinha no longa".

Fonte: Terra
Publicidade