PUBLICIDADE

Rock in Rio: espaço terá música de Iza, Elza Soares e Titãs

O espaço Nave, uma das novidades do festival, ocupará o velódromo do Parque Olímpico da Barra

27 ago 2019 18h11
| atualizado em 29/8/2019 às 09h54
ver comentários
Publicidade

Um das novidades da edição deste ano do Rock in Rio, o espaço "Nave - Nosso Futuro É Agora" terá também sua música própria. Nesta terça-feira, 27, data que marca um mês para o início do festival, as cantoras Iza e Elza Soares, além dos Titas, se reuniram em um estúdio na zona sul do Rio para gravar a música que irá embalar o projeto inédito.

O espaço ocupará o velódromo do Parque Olímpico da Barra, onde está sendo montada a Cidade do Rock. "A Nave surge dentro de uma vontade do Rock in Rio de voltar a ter uma atração que focasse na construção de um mundo melhor, que fosse a materialização da nossa crença no entretenimento e na música como provocadores de transformação social", diz a vice-presidente do festival, Roberta Medina. As sessões serão encerradas com uma leitura feita pela atriz Fernanda Montenegro.

"Nave – Nosso Futuro é Agora" é uma das novidades do Rock in Rio 2019
"Nave – Nosso Futuro é Agora" é uma das novidades do Rock in Rio 2019
Foto: Divulgação

Com curadoria de Marcello Dantas, a Nave terá um telão de cinco mil metros quadrados e muita interação. As sessões terão 20 minutos de duração e têm por objetivo fazer o público refletir e buscar um mundo mais empático e sustentável. "A gente entendeu que convidar um curador que trabalha com arte poderia ser uma forma muito disruptiva de tocar o público. É uma experiência toda sensorial", explica Roberta.

A música tema do espaço foi composta por Zé Ricardo, após uma pesquisa que não encontrou o que os organizadores queriam. "Apesar de a mensagem ser provocadora, profunda, sentida - e não falada - na experiência como um todo, (a ideia da música) é que no final as pessoas saíssem de lá cantando, vibrando e unidas", comenta Roberta. "A gente não achou nenhuma que tivesse esses elementos, aí desafiamos o Zé Ricardo. Em meio a uma reunião ele começou a compor. A gente se apaixonou pela música e acorda com ela na cabeça."

Veja também

Salgadinho celebra longevidade do "pagode 90": "Legado" :

 

Estadão
Publicidade
Publicidade