PUBLICIDADE

O lado criativo e intimista de Ivete Sangalo

Cantora baiana estreia nesta quinta, 20, a série 'Onda Boa', no HBO Max, onde mostra a produção de novo trabalho

20 jan 2022 05h10
ver comentários
Publicidade

Irrequieta e sempre em busca de novidades para seu público dos mais variados, Ivete Sangalo começa o ano de 2022 com o pé no acelerador. Será também o ano em que 'mãinha' completará meio século de vida, cheia de energia. Pois ela estará de volta no próximo domingo, 23, na Globo, no comando do programa The Masked Singer Brasil, que troca de dia e horário apostando em crescimento de público. Mas não é só isso.

A cantora baiana também vai além e estreia nesta quinta, 20, na HBO Max a série documental Onda Boa com Ivete, que vai proporcionar um mergulho em seu trabalho de criação, além de oferecer momentos de conversas intimistas com convidados especiais.

Em entrevista ao Estadão, Ivete Sangalo dá alguns detalhes sobre a atração. Ela conta que o público terá a oportunidade de ver pela primeira vez um disco totalmente autoral seu. "Vamos estar na situação de confinamento musical mesmo, eu na companhia dos músicos e desfrutando de encontros maravilhosos com artistas que convidei." Logo no primeiro episódio, a baiana de Juazeiro recebe em sua fazenda Gloria Groove. Nas quintas seguintes, estarão ao seu lado Vanessa da Mata, no dia 27, Carlinhos Brown, em 3 de fevereiro, Agnes Nunes, no dia 10, e, encerrando a temporada, no dia 17, será a vez de Iza. Quem assina a direção da série é Kátia Lund.

Em cada um dos cinco episódios, as pessoas vão poder constatar a espontaneidade de Ivete Sangalo, apoiada por seus convidados, recebidos com a alegria característica da cantora. "O público vai poder ver uma coisa descontraída, mas acima de tudo musical", afirma Ivete. "A minha ideia era que as pessoas assistissem e se sentissem leves, tranquilas, em paz, tivessem um momento ali através da música, de uma gostosura", explica.

O primeiro capítulo de Onda Boa começa com Ivete falando sobre o atropelo que foi, e tem sido, a pandemia de covid para ela e os músicos em geral. "A gente que vive de música, que vive na estrada fazendo show, do encontro com o fã, a pandemia foi uma puxada de tapete muito grande para nós", reflete a cantora no vídeo. E foi a partir dessas constatações sobre o momento, que exige o isolamento, que ela decidiu ser a oportunidade de se conectar com o que a faz feliz. Assim, buscou um lugar que propiciasse dar asas à criatividade, convocou os amigos e deu início a esse projeto com canções e parcerias novas, para deleite dos fãs.

Quem chega brilhando para abrir a série como primeira convidada é Gloria Groove. Para receber convidada, Ivete surge preparando o local da forma que reflita a personalidade da jovem nova amiga. Em paralelo, Gloria revela como foi o impacto causado pela ligação com o convite de Ivete, para ela "um ícone", para integrar a série. E, ao falar da cantora, Ivete é só elogios. "O talento de Gloria ultrapassa muitas dimensões", afirma a anfitriã. Para Ivete, a jovem cantora paulistana transmite força. "Quando você vê um artista como a Gloria chegando e colaborando, ali você se sente imediatamente renovado e convidado a correr atrás", constata a cantora baiana.

Para esse primeiro encontro, a canção escolhida foi Onda Poderosa, que entra no tema da situação atual de pandemia, mas com uma pegada positiva, refletindo desejo da chegada de algo muito bom que está para começar. Sem dúvida, a composição é forte e o potencial é de conquistar a todos, não tem como ficar inerte ao ouvi-la, ainda mais com Ivete e Gloria cantando com vigor.

Além de músicas do começo ao fim, como seria de se esperar, as conversas também são reveladoras, pois cada participante expõe fatos de suas vidas pessoais e trajetória artística. Em meio a relatos, é possível descobrir fatos interessantes sobre cada um, curiosidades, algumas divertidas, outras emocionantes.

"Eu não tenho muito medo das coisas, não. Quando tenho vontade, eu faço, eu sigo muito meu coração, as minhas impressões sobre mim mesma", conta Ivete ao Estadão sobre estar nesse projeto, sem receios de se expor abertamente. "Gosto de experimentar, que adianta estar aqui e não fazer o que se quer?", questiona a baiana.

Segundo Ivete, no decorrer dos episódios da séries surgem suas composições, algumas, às vezes, com um, outras com os três costumeiros parceiros - Sami, Radamés e Gigi. "Fizemos uma imersão mesmo, nós nos juntamos dias seguidos durante a pandemia - com todos os testes realizados direitinho - e passávamos o dia inteiro compondo, e algumas canções não estão nesse projeto."

?Nova temporada de 'The Masked Singer Brasil' estreia no domingo

Atração que ocupou horário noturno ano passado, The Masked Singer Brasil se estabelece agora nas tardes de domingo, com estreia marcada para o próximo dia 23. Sob a direção de Marcelo Amiky, essa nova temporada, que traz de volta Ivete Sangalo no comando, terá como os primeiros concorrentes incógnitos a Coxinha, o Abacaxi, a Ursa e a Borboleta.

Outros participantes serão Motoqueira, Bebê, Boto, Pavão, Caranguejo, Camaleão, Dragão, Robô e Rosa. Haverá ainda, pela primeira vez, uma dupla no jogo, Lampião e Maria Bonita. A criação das fantasias tem assinatura de Marco Lima e Fábio Namatame. E, a cada semana, o concorrente eliminado revela a sua identidade. A vencedora da edição passada como a Unicórnio, Priscilla Alcantara, também volta, agora nos bastidores.

Na bancada, voltam como jurados Taís Araújo, Rodrigo Lombardi e Eduardo Sterblitch, que contará agora com Tatá Werneck. Para dar uma força na estreia, o cantor Sorocaba participa para dar pitacos sobre os mascarados.

"Acho que o sabor desse programa é que ele é diferente de tudo o que a gente já viu", constata a juíza Taís Araújo, que compara a atração a um grande show, com "luzes incríveis, as fantasias, as músicas, tudo muito legal". A atriz também revela qual foi a única coisa que fez para se preparar para a maratona. "Eu comecei a fazer uma lista de pessoas, uma lista aleatória, porque às vezes a gente esquece os nomes."

"Para mim, a coisa mais emocionante de tudo, o que mais me arrepia, é quando tem coreografia", afirma Eduardo Sterblitch, enfatizando que "estar animado como se estivesse em um camarote de carnaval" é o seu objetivo. "Vai ser a nossa folia." Já o ator Rodrigo Lombardi espera que eles consigam "levar essa energia que a gente tem no palco para dentro de cada casa dos espectadores".

Já a estreante Tatá Werneck prevê momentos de muita alegria e emoção. "Eu acho que os domingos agora serão de diversão em família", diz a apresentadora e humorista. "Acredito que eu vou conseguir participar mais dessa emoção, a sensação de ver essas pessoas que realmente se emocionam por estar participando, tirando aquelas máscaras, com o cabelo que eu não sei como não bagunça. É muito emocionante", diz a jurada.

Estadão
Publicidade
Publicidade