0

Caetano e filhos emocionam com clássicos em show da Virada

Bis ficou por conta de Sampa e o encerramento com A Luz de Tieta, levantando o público em coro; público foi estimado em 160 mil pessoas

19 mai 2019
01h01
atualizado em 20/5/2019 às 10h24
  • separator
  • comentários

Quem acompanhou a apresentação do veterano  Caetano Veloso na Virada Cultural 2019 se emocionou. O cantor se apresentou no Palco Anhangabaú Plural às 21 horas do sábado (18) e abriu o repertório com os clássicos Alegria, Alegria e Baby.

Os filhos Tom, Zeca e Moreno também não deixaram por menos e assumiram os vocais em composições próprias, algumas já conhecidas pelo público, como Todo Homem, da autoria de Zeca. Nas composições de Caetano, se revezam entre harmonias de voz, percussão, violões, teclado e baixo. O público estimado foi de 160 mil pessoas, segundo informações da Secretaria Municipal de Cultura.

Caetano Veloso na apresentação ao lado de seus filhos
Caetano Veloso na apresentação ao lado de seus filhos
Foto: Joca Duarte/Photo Press / Estadão

O bis ficou por conta de Sampa e o encerramento com A Luz de Tieta, levantando o público em um coro para além da estética intimista do show.

Crianças. A Virada começou às 18h, com o Palavra Cantada, formado por Paulo Tatit e Sandra Peres. O duo também se apresentou no palco do Vale do Anhangabaú. Com um repertório dedicado ao público infantil, a dupla fez uma versão mais enxuta de seu habitual show, mesclando músicas de seus discos, com direito a pot-pourri de hits como Rato, Sopa e Bolacha de Água e Sal.

Atraso

O show da cantora carioca Teresa Cristina só começou às 19h05, uma hora depois do previsto, no palco da Avenida São João, o MPB/Samba, por problemas na arrumação do local. Houve até um princípio de vaia na plateia.

Ao subir ao palco, Teresa Cristina se desculpou: "Estávamos aqui desde cedo, mas precisaram de mais tempo para arrumar o palco. Mesmo não sendo nossa culpa, peço desculpas". Ela começou então pedindo que a plateia a seguisse em uma oração chamada Ave Maria Preta, que passava pelas abençoadas Dona Ivone Lara, Dandara e Maria Quitéria. Teresa fez um show impecável, não jogou com o populismo e teve a plateia nas mãos até o final.

Gospel

Aos 23 anos, a cantora gospel Priscilla Alcântara é o nome celebrado pelo público jovem que foi ao novo palco da Música Cristã, na Praça da Sé.

Priscilla mostrou seus sucessos, que foram cantados por uma plateia bastante emocionada. O ponto alto da apresentação foi com Priscilla fazendo cover de Shallow, de Lady Gaga, música do filme Nasce Uma Estrela

Com Adriana Del Ré, Julio Maria, Leandro Nunes/Estadão Conteúdo

Veja também

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • comentários
publicidade